Médicos dão dicas para quem vai curtir o carnaval de Petrolina

Médicos no Brasil

Já é Carnaval e para não desequilibrar a saúde dos foliões os profissionais da Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada (UPAE) e o Hospital Dom Malan, de Petrolina (PE), alertam à população sobre os cuidados que deverão ter com a saúde durante o reinado de Momo.

A médica da UPAE, Natália Mariano, por exemplo diz que é muito importante durante este período, o folião manter uma alimentação balanceada e fazer regularmente as refeições diárias necessárias para o organismo. “São indicados alimentos como frutas e verduras, comidas leves. Devem evitar lanches rápidos, como o fast-foods e tomar cuidados com alimentos que ficam expostos em barracas, pois podem estar mal conservados, causando infecções”, ressalta.

A profissional também chama a atenção para o perigo das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’S). “Nesses períodos festivos o clima está mais propenso para o comportamento de risco, que é caracterizado pela relação sexual desprotegida. Essas relações podem transmitir inúmeras doenças, como a hepatite, sífilis, o HIV, entre outras. Então, é essencial usar o preservativo”, alerta.

Os pequenos foliões também gostam de brincar o carnaval, entretanto, esse é um momento em que os pais devem redobrar os cuidados com as crianças. A pediatra do HDM, Sandra Medeiros, explica os cuidados básicos que devem ser seguidos com as crianças. “Deve-se optar por fantasias leves e que não possuam partes pequenas que podem ser engolidas ou aspiradas, como por exemplo, lantejoulas. Pintura no rosto pode ser feita, entretanto, com material adequado para uso nesta parte do corpo e voltadas para o público infantil” afirma.

A médica diz que as crianças de até dois anos devem ficar longe do barulho. Já as que tem a partir dos três anos, podem ficam mais próximas, entretanto, os pais devem ficar atentos, pois o som alto pode prejudicar a audição da criança. “De preferência hidratar a criança com água ou suquinhos, a cada 20 minutos, para evitar desidratação. Deve-se optar por frutas, que também ajudam na hidratação”, explica.

Deixe uma resposta