Ministro da integração afirma que irá acelerar revitalização do Rio São Francisco

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural discute com o ministro da Pesca e Aquicultura, Helder Barbalho as novas estratégias do governo para a pesca (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Revitalização do rio foi compromisso firmado com caráter de urgência  (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Em comemoração aos seus 15 anos de existência, o Comitê da Bacia Hidrográfica do São Francisco (CBHSF) colocou em pauta, durante a sua 30ª Reunião Plenária, realizada em Belo Horizonte (MG), o Projeto de Revitalização do Rio São Francisco.

Se fizeram presentes ao evento, o Ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho; a Presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF), Kênia Régia Anasenko Marcelino; o Presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), Anivaldo de Miranda e Secretários dos Estados que integram a Bacia firmaram o compromisso de tocar em caráter de urgência, as providências necessárias nas esferas federal, estadual e, sobretudo, no âmbito do próprio CBHSF para viabilizar o Projeto de Revitalização do Rio São Francisco. 

 Na oportunidade, o atual Secretário Municipal de Salvador, Jorge Khoury, foi homenageado pela contribuição e dedicação na busca de soluções para o São Francisco, através da sua atuação como Presidente do CBHSF, da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados e da Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem; e pelo seu desempenho também, como Secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia. Visivelmente emocionado e feliz com o reconhecimento do seu trabalho, Jorge Khoury fez uma analogia entre a vocação natural do Velho Chico e a história de São Francisco.

“O Rio São Francisco foi assim batizado por ter sido descoberto no dia em que se celebra esse Santo católico. E não por acaso, o Rio tem o mesmo destino de Francisco, que abandonou uma vida de posses para ir ao encontro dos mais humildes. Assim também é o nosso Velho Chico, uma vez que sai da região mais desenvolvida do Brasil – o Sudeste, e vai ao encontro dos mais necessitados, o povo nordestino”, destacou. O Secretário ainda observou que se a natureza, através do Velho Chico, vem sendo tão generosa com a população brasileira, é uma obrigação retribuir, lutando pela revitalização do rio da “integração nacional”, o São Francisco.

Com informações de Ascom

Deixe uma resposta