Moradores das comunidades do Pontal vão a sessão na Casa Plínio Amorim e entregam vasta pauta a vereadores

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Mesmo sem ter feito pedido formal para usar a tribuna da Casa Plínio Amorim, durante a sessão desta quinta-feira (26), a presidente do Sindicato dos Agricultores Familiares de Petrolina (SINTRAF), Isália Damacena, fez uso da palavra e entregou uma vasta pauta aos vereadores com as reivindicações dos moradores das comunidades do Pontal.

Dentre os pedidos estão a garantia do fornecimento de água, perenização dos riachos do Corredor, Pedra Dantas e Riacho do Pontal, além de  melhorias no transporte escolar, no fornecimento da merenda escolar, nas estradas, na segurança, em postos de saúde e na energia elétrica. Mais cedo, durante manifestação em frente a prefeitura, a mesma pauta foi entregue a um representante do prefeito Miguel Coelho.

“Trouxemos a pauta para a câmara porque nós estamos cansados desse jogo de empurra empurra. Se vai para a Prefeitura dizem que é com a Câmara de Vereadores. Vem para a Câmara de Vereadores dizem que é com a Prefeitura. Então estamos dando conhecimento a todos sobre nossas reivindicações para que eles se entendam e resolvam nossos problemas. Esse não é o papel do legislativo junto com o executivo?”, indagou Isália Damacena.

Depois de vários vereadores usarem a palavra para discutir as questões colocadas pelos os produtores, ficou acertado que será formada uma comissão mista, com vereadores das várias comissões da Casa Plínio Amorim, para estudarem a pauta e encaminhar os pedidos para as pastas competentes.

O sindicato também vai entregar as reivindicações a Superintendência da Codevasf e vão cobrar uma solução para o fornecimento de água que foi suspenso, no início de março. Durante as discussões na Câmara, o superintendente da Companhia dos Vales do São Francisco e do Parnaíba, Aurivalter Cordeiro, telefonou para o presidente da Câmara, vereador Osório Siqueira e informou que em até 20 dias dará uma posição sobre a questão do fornecimento da água.

Deixe uma resposta