Movimento tranquilo no primeiro dia de matrículas em Juazeiro, apesar das filas ontem à noite

EMEI Dilma Calmon de Oliveira, bairro Quidé. (Foto: blog waldiney passos)

As primeiras matrículas nas escolas municipais e creches de Juazeiro (BA), aconteceram de forma tranquila durante toda manhã de hoje (3). Apesar das filas formadas ontem à noite (2), não houve tumulto.

Na creche Dilma Calmon de Oliveira, que fica no bairro Quidé, onde muitos pais passaram a noite na fila, hoje no meio da manhã apenas as cadeiras estavam penduradas na grade do lado de fora.

EMEI Heloisa Helena B. Farias, bairro Palmares. (Foto: blog waldiney passos)

Na Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Heloísa Helena B. Farias, que fica no bairro Palmares, os pais também formaram fila ontem à noite, mas a gestora da unidade, professora Neiva Soraia Cruz de Oliveira Santos, foi até o local, distribuiu fichas e pediu que as pessoas voltassem para casa.

“É uma questão de respeito para com as pessoas da comunidade, organização e transparência” disse a gestora que trabalha há 4 anos na creche.

Segundo ela, por ser de pequeno porte, tendo apenas 4 salas, a EMEI só oferece 50 vagas, uma vez que os alunos que saíram do infantil II, em 2017, já têm vaga garantida no infantil III em 2018. Mas existe uma preocupação em formar uma lista de espera e juntamente com a Secretaria de Educação, tentar solucionar o problema.

“No ano passado formamos uma turma de tempo integral com crianças de 3 anos de idade e outra parcial. A secretaria contribuiu conosco com a solução desse problema e acredito que neste ano também não será diferente” garantiu Neiva Santos.

A gestora informou que a creche ainda dispõe de vagas para crianças com idade de 4 e 5 anos de idade para este ano.

As matrículas na rede municipal de Juazeiro começaram hoje (3), e terminam dia 29 de janeiro. Os documentos exigidos são: duas fotos 3×4, cópias da certidão de nascimento, comprovante de residência, carteira de vacinação, cartão SUS, RG dos pais ou responsável, número do NIS e transferência/histórico escolar.

Deixe uma resposta