“Não há nenhuma razão que nos leve hoje a optar pelo cancelamento da prova”, afirma secretário de Segurança Pública de Petrolina

Secretário afirmou não ter havido vazamento de prova e refuta ideia de anular certame (Foto: Blog Waldiney Passos)

Apesar da prisão de pelo menos cinco pessoas envolvidas na tentativa de fraude do concurso da Guarda Civil Municipal de Petrolina, no domingo (30), o secretário executivo de Segurança Pública, José Silvestre afirmou não ter havido vazamento de prova.

LEIA TAMBÉM:

Fotos da prova da Guarda Municipal nas redes sociais e prisões põem em xeque lisura do certame

Cinco pessoas são presas após fraude no concurso da Guarda Municipal de Petrolina

Silvestre participou do programa Super Manhã com Waldiney Passos, na Rádio Jornal, nessa segunda-feira (1°) e foi categórico: as prisões de ontem não comprometem o certame, que não deve ser anulado como se especulou nas redes sociais.

Nós não temos tem nenhuma evidência que houve vazamento de prova, não temos nenhuma evidência de que outro grupo tenha feito isso. Gostaria de dizer que a Polícia Civil está fazendo a investigação, é de conhecimento do Ministério Público e da Justiça. Não há nenhuma razão que nos leve hoje a optar pelo cancelamento da prova“, afirmou.

De acordo com secretário, as pessoas presas ontem – entre elas um professor do IF Sertão – já vinha sendo monitorado pela Polícia Civil de Petrolina. A rede contratada pelos candidatos responderia as provas e, através de aparelhos eletrônicos, repassaria as alternativas corretas. “O candidato, a grande punição para ele é que ele perdeu o concurso e não poderá fazer. Mas a gente quer a grande punição para quem debocha das instituições, a lei tem que mudar e logo“, destacou Silvestre.

Ainda segundo o secretário, a Operação Test Failed, da Polícia Civil foi extremamente positiva e evitou a fraude no concurso. “A Polícia civil foi muito feliz, uma Operação muito bem conduzida pelo delegado Daniel [Moreira] e pelo delegado Gregório [Ribeiro] nessa operação, mostrou um resultado excelente. Ao prender as pessoas eles ficam certos que perderam a vaga. Aquele que estudou e se preparou teve devolvida a sua chance”, ressaltou.

IDIB não se posicionou oficialmente

O Blog entrou em contato com o IDIB, a banca responsável pela prova e por telefone fomos informados que as informações solicitadas pela nossa equipe seriam respondidas. Até o momento, contudo, o Instituto não confirmou se houve de fato vazamentos e se há possibilidade de anulação da prova aplicada ontem.

Deixe uma resposta