Náutico e Santa Cruz decidem vaga na final do Pernambucano

 

As duas equipes vivem momentos distintos/Foto: JC Imagem

As duas equipes vivem momentos distintos/Foto: JC Imagem

O clássico entre Náutico e Santa Cruz, hoje, às 16h, na Arena PE, valendo vaga na final do Campeonato Pernambucano, vai colocar frente a frente duas equipes que vivem momentos opostos. Enquanto os alvirrubros chegam à decisão com a autoestima baixa após a derrota expressiva no Arruda, e vê no Estadual a salvação do primeiro semestre, a equipe tricolor está motivada com a vantagem construída no primeiro embate, além da possibilidade de carimbar presença na segunda final em uma semana.

O Náutico precisa vencer por dois gols de diferença para levar a decisão para os pênaltis e três para garantir a vaga de forma direta. Já o Santa Cruz está mais confortável e se classifica com um empate ou até mesmo com uma derrota por um gol.

Para tentar reverter a vantagem do Santa Cruz, o técnico Dal Pozzo não vai ficar apenas na conversa e deve promover algumas mudanças em relação a equipe que foi derrotada no primeiro jogo da semifinal, 3×1. Como de praxe, o comandante alvirrubro fechou os portões para a imprensa e, na coletiva, manteve o mistério. “O time já está definido, já treinamos com ele e a equipe já sabe quem vai jogar”, disse Gilmar. Apesar de a escalação timbu ser escondida a sete chaves, o Náutico deve ter no mínimo três novidades: Henrique no lugar de Gastón, Esquerdinha ou Caíque Valdívia na vaga de Gil Mineiro, e o retorno de Daniel Morais à titularidade para a saída de Thiago Santana.

“Você chega num jogo desse, valendo a classificação para uma final e todos os jogadores têm de estar preparados. Eventualmente, os que não estão atuando, se receberem a oportunidade, é porque estão treinando bem. Então, todos têm de entrar concentrados”, falou o comandante timbu, que sabe bem o que o time precisa fazer para conquistar a vaga. “Em relação ao último jogo precisamos ter uma mudança de atitude se quisermos vencer o jogo. Para nos classificarmos precisamos jogar melhor, produzir mais, ter mais volume de jogo e fazer aquilo que a gente fez ao longo do campeonato”, disse.

Mesmo sem divulgar a escalação, Milton Mendes só deve ter uma dúvida para o jogo. Após sair mancando da partida no Arruda, João Paulo sofreu um trauma na panturrilha e ainda não está confirmado para a decisão. Caso o meia não reúna condições, o técnico pode escolher entre dois substitutos: Welligton Cézar, colocando Uillian Correia mais avançado, ou Daniel Costa, o que deixa a equipe com cinco jogadores com características mais ofensivas na frente.

“Já tenho o time definido na minha cabeça, mas vou aguardar a definição de alguns jogadores com problemas. Só vai jogar quem estiver 100%, porque a partida merece apenas os melhores em campo”, explicou o técnico coral.

Sobre a vantagem conquistada no Arruda, Milton Mendes não se ilude e garante que a equipe tricolor vai entrar hoje com o mesmo empenho.

“Nós acabamos a primeira etapa da decisão com uma ligeira vantagem, mas não vamos pensando nela. Iremos para a Arena encarando o jogo da mesma forma do primeiro, ou, até mesmo, com maior entrega. Temos uma identidade de jogo, com transição, diminuindo os espaços e fazendo pressão no ataque, e não vamos mudá-la para essa partida. Não será um jogo fácil, mas confio muito nos meus jogadores”.

Com informações do JC online

Deixe uma resposta