Negociação termina sem acordo entre Sintcope e Sindilojas

(Foto: Divulgação/Ascom Sintcope)

A primeira rodada de negociação da campanha salarial entre a direção do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio de Petrolina (Sintcope) e representantes dos empregadores, o Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas), aconteceu nesta terça-feira (21). O encontro terminou sem acordo firmado.

De um lado o Sindilojas, afirmando que a crise econômica e política vivenciada pelo Brasil não permitem que a negociação seja feita da maneira que o Sintcope propõe, e uma proposta foi apresentada para os sindicalistas do comércio, sem qualquer reajuste nas cláusulas econômicas. O grupo de sindicalistas do comércio não ficaram satisfeitos com a proposta apresentada.

“Se era para não apresentar nenhuma contraproposta, a gente nem precisaria se reunir”, disse a presidente do Sintcope, Dilma Gomes. O presidente do Sindilojas, Joaquim de Castro sugeriu um reajuste de 2,5% para o piso salarial e as demais cláusulas econômicas.

“Uma proposta de 2,5% de reajuste é uma falta de respeito com o trabalhador do comércio”, afirmou o vice-presidente do Sintcope, Sérgio Lacerda.

A reunião foi concluída sem acordo entre os grupos e uma nova rodada de negociações será feita no dia 6 de março.

Deixe uma resposta