Nível da barragem de Sobradinho chega a 10% de sua capacidade

(Foto: Internet)

As chuvas que têm caído em Minas Gerais e parte do Oeste da Bahia alegra os produtores da região ribeirinha, que continuam com a esperança de melhorias. Porém, em janeiro a vazão do lago será reduzida. A defluência do Velho Chico passará do patamar atual, de 750m3/s, para 700 m³/s.

A representação da Marinha na região do Baixo São Francisco anunciou que não tem poderes para autorizar ou proibir a mudança na vazão. Entretanto, comunicou aos órgãos que registrou o surgimento de novos bancos de areia e a dificuldade para o funcionamento das balsas que fazem a ligação entre municípios dos estados de Alagoas e Sergipe.

Logo após a confirmação do novo limite da defluência, a Chesf encaminhou ofício comunicando a medida aos envolvidos no processo e que são impactados direta ou diretamente por ela. Devido a crise hídrica e a forte estiagem que atinge a bacia hidrográfica do São Francisco, a vazão do rio vem sendo reduzida paulatinamente desde 2013, quando saiu do nível de 1.300 m³/s.

A previsão para as próximas duas semanas é de redução no registro de chuvas, após a ocorrência de precipitação bastante favorável na região do Alto São Francisco. De acordo com os técnicos, os relatórios apontam para um cenário em que o reservatório de Três Marias, em Minas Gerais, terá acumulado uma média de 25% de sua capacidade até o dia 1º de janeiro e de 12,6%, no mesmo período, em Sobradinho. Nova reunião para continuar discutindo a questão está marcada para as 10h do dia 2 de janeiro

Deixe uma resposta