“O Deputado federal Adalberto Cavalcanti é o único que apoia o projeto Zumba na Praça”, afirma professor

Iniciado em 7 abril 2013, em Petrolina, o Projeto Social de Dança de Rua Zumba na Praça (ZP), une pessoas de várias idades em um exercício musical. Mais de 700 pessoas participam do curso.

Às aulas de dança gratuitas acontecem nos bairros José e Maria, Praça da Amizade, as segundas e quartas-feiras às 20h, e na comunidade do Rio Corrente, na rua da caixa d’água, terças e sextas às 19h30, na praça central.

De acordo com o idealizador do projeto (ZP), o Professor Marcone Monteiro, após ter participado de um curso de dança avançado do estilo Zumba em São Paulo (SP), resolveu trazer o estilo para a região, mas sua iniciativa encontrou algumas pedras no caminho, antes de ser referendado nas comunidades.

“Procurei na época [2013] a prefeitura de Petrolina, e alguns políticos com o esboço do projeto Zumba em mãos e não me deram respostas, já pensava em desistir. Foi aí, que através de uma amiga apresentei o projeto ao então deputado estadual Adalberto Cavalcanti [hoje federal] que foi o único político a abraçar e apoiar minha ideia voluntária”, afirmou professor Marcone.

Ainda segundo Monteiro para participar das aulas de Zumba não precisa fazer inscrição e nem pagar nada, a recomendação dele é: “Traga uma garrafinha com água, coloque um tênis e pronto”.

Um Comentário

  • José Pedro Quirino

    23 de novembro de 2019 at 14:36

    Tem razão o professor . Os políticos desta cidade não sabem a importância da dança para todas a idades, principalmente para as pessoas idosas. Em São Paulo todos os salões de bailes dispõe de um horário de dança para a 3 ª idade. Aqui em Petrolina não tem nada, mas nada mesmo sobre o assunto no que tange a dança de salão. É uma pena, uma região em era tão comum forrós nos anos 60 e essa cultura está tão perdida nos dias atuais.

    Responder

Deixe uma resposta