“O partido tem o direito de indicar quem ele quer”, afirma Gilberto Melo

Vereador evitou polêmica com Cícero Freire (Foto: Blog Waldiney Passos)

Agora não mais membro da Mesa Diretora da Casa Plínio Amorim, o vereador Gilberto Melo (PR) recebeu a missão de comandar o PR na Câmara de Vereadores de Petrolina e afirmou que não tem nenhum problema com o companheiro de partido, Cícero Freire e se disse contrário a expulsão do edil da sigla.

LEIA TAMBÉM:

Gilberto Melo anuncia renúncia de cargo na Mesa Diretora

Na quinta-feira (7) Gilberto renunciou ao posto de segundo vice-presidente na Mesa Diretora e comandará o PR na Casa Plínio Amorim. Apesar do mal estar criado, ele evitou polêmicas com o colega de partido. “Eu não tenho autorização para expulsar ninguém do partido. A gente precisa fazer o debate, acho que o partido tem o direito de indicar quem ele quer ser o líder da Câmara. Acho que isso será definido entre o diretório estadual”, afirmou à imprensa.

Alegando ser um soldado do PR, Gilberto se disse ansioso para assumir a liderança e, consequentemente as comissões. Segundo o vereador, não há interferências do prefeito Miguel Coelho no processo. “O prefeito não me procurou e nem me impôs isso, estou recebendo do partido a missão”, finalizou.

Deixe uma resposta