Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

“Obras da Avenida 7 de Setembro não estão paradas”; afirma chefe de serviços do Detran

Avenida 7 de Setembro, Petrolina. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Em entrevista ao Programa Super Manhã, com Waldiney Passos, na Rádio Jornal Petrolina (PE), o chefe de serviços do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT), Leandro Teixeira, afirmou que obras da Avenida Sete de Setembro, em Petrolina, não foram interrompidas.

De acordo com ele, as obras foram suspensas temporariamente por causa das chuvas que caíram na região, mas alguns homens já voltaram ao trabalho e estão realizando serviços de menores proporções.

O chefe de serviços do DNIT informou, que vários serviços necessários a execução da obra não podem ser feitos durante o período de chuva.

Segundo Teixeira, até o final de março, cessando o período chuvoso, a obra vai voltar a ser executada a todo vapor. “Ela não foi paralisada, ela continua em um ritmo mais lento”, afirmou Leandro Teixeira.

Leandro justificou a redução de serviços na duplicação da 7 de Setembro dizendo que serviços de obras rodoviárias, como pavimentação, serviços de base, sub-base, asfaltamento, a parte de aterro e de terraplenagem, não podem ser executados em época de chuva.

“Se a gente fizer um serviço, executar uma camada de base, por exemplo, num dia e dois dias depois chover pode prejudicar esse serviço, talvez tendo a até que refazer. Então é melhor esperar passar esse período, porque a previsão de março ainda é de chuva, para a gente poder fazer uma obra num ritimo mais rápido quando esse período terminar e a obra ter a qualidade que é desejável”, justificou Leandro Teixeira.

Teixeira também afirmou que não houve problemas no repasse do dinheiro para a obra, por parte do governo federal. Segundo ele, o prazo inicial para entregar a Avenida duplicada era o mês de abril, mas agora com a redução dos trabalhos, a obra deverá ser entregue no mês de maio.

Deixe uma resposta