Pesquisa aponta vitória de Marília Arraes em segundo turno, em todos os cenários, para governadora de Pernambuco

Marília tem crescido nas pesquisas para o governo do estado.

Na pesquisa estimulada realizada pela Datamétrica sobre as eleições deste ano, entre 8 e 9 de junho, aponta um empate técnico no primeiro turno para governador de Pernambuco entre os três primeiros pré-candidatos, Paulo Câmara (PSB), Marília Arraes (PT) e Armando Monteiro (PTB).

O governador, do PSB, vem em primeiro lugar, com 20%, seguido da candidata do PT, com 17%, e do candidato do PTB, com 14%. Os demais pré-candidatos simulados na pesquisa, Júlio Lóssio, Danielle Portela e Coronel Meira, apareceram cada um com 2%, 2% e 1%, respectivamente.

Mas em segundo turno a pré-candidata Marília Arraes venceria as eleições em todos os cenários. Exercitando as possibilidades entre os três principais pré-candidatos, Marília venceria Armando por 29% a 20%, portanto fora da margem de erro – que é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. Marília venceria Paulo com 28% contra 27%, o que constitui um empate técnico. Paulo venceria Armando com 28% contra 24%, novamente configurando empate técnico.

Em cenário entre Marília e Paulo, o eleitor de Armando beneficia mais Marília do que Paulo: 44% preferem Marília, enquanto 24% preferem Paulo. Na hipótese de sair Paulo, seus votos se distribuem mais em favor de Marília: 31% migrariam para a candidata do PT e 19% para Armando.

Em eventual segundo turno entre o governador e Armando, a migração do voto de primeiro turno de Marília é maior para o pré-candidato do PTB do que para o pré-candidato do PSB. A frequência de eleitores de Marília que, diante de um cenário de segundo turno sem ela, disseram que não votariam em ninguém, chama a atenção. São 53% de eleitores que de alguma forma não votariam em nenhum dos dois candidatos.

Deixe uma resposta