Petrolina: aparição constante de ‘barbeiros’ preocupa moradores da Cohab Massangano

A doença de Chagas é causada pelo protozoário Tripanossoma cruzi, cujo vetor é o triatomíneo, popularmente conhecido como barbeiro (Foto: Internet)

Preocupados com a aparição constante do inseto ‘barbeiro’, no bairro Conhab 5, em Petrolina (PE), os moradores  da comunidade resolveram procurar o Blog Waldiney Passos para denunciar a situação e cobrar providências ao poder público.

O inseto é um dos principais transmissores da doença de Chagas, que é transmitida por um parasita que pode ser encontrado nas fezes de alguns insetos.

Segundo um morador da Rua Antônio Ferreira Gomes, os barbeiros têm aparecido frequentemente, e isso tem tirado o sossego da comunidade.

Diante do perigo, os moradores procuraram a prefeitura de Petrolina, mas até o momento nada foi feito. “Entrei em contato e eles não me deram protocolo, apenas informaram que a equipe estava na zona rural e não podia ir. Eu tive que pagar uma dedetização particular, pois a prefeitura não tinha disponibilidade para fazer”, disse um morador da Cohab 5.

O Blog procurou a prefeitura para saber quais providências serão tomadas pela gestão municipal. Até o fechamento desta matéria, não obtivemos resposta.

4 Comentários

  • jose de souza alves souza

    5 de julho de 2019 at 20:21

    Sou morador deste bairro COHAB 5,e está reportagem vem mostrar o descaso da prefeitura em não fiscalizar e multar os transportadores de entulhos e receptadores,pois entulhos nunca foi boa base para se construir, prefeito chame seu secretário e cobre soluções urgentes…

    Responder
  • Eanes Melo dos Santos

    6 de julho de 2019 at 12:27

    Onde está o numerário para prevenção de ataque endêmico de insetos e parasitas? Quando se pensa mais em disputas do melhor São João, as pragas, doenças, esgotos a céu aberto, ruas sem calçamento e saneamento, ficam em terceiro plano. O que é melhor? Festinhas para enganar os seu cérebro, ou uma cidade culta e bem administrada? Eu sei a resposta.

    Responder

Deixe uma resposta