Petrolina: líderes divergem sobre projeto que altera regime previdenciário dos servidores municipais

Líderes dão opinião sobre regime previdenciário (Foto: Blog Waldiney Passos)

Às vésperas de encerrar o ano, a Câmara de Vereadores de Petrolina analisa nessa manhã diversos projetos de Lei do Poder Executivo. Entre eles, o de número 025/2019, cuja proposta é reestruturar o Regime Próprio de Previdência dos servidores municipais, ativos e inativos.

LEIA TAMBÉM:

Assim como Alepe, Câmara de Petrolina discutirá projeto do novo regime previdenciário em Petrolina

Antes da votação o Blog Waldiney Passos ouviu os dois líderes que divergem sobre a proposta. Paulo Valgueiro (MDB) vê a matéria como um “presente de grego” aos petrolinenses. Já Aero Cruz (PSB) afirma que o município segue o que o Governo Federal já fez.

Líder da Oposição critica mudança no Regime

“É um verdadeiro presente de grego, é uma mordida maior no desconto previdenciário e principalmente nos inativos, que a depender da categoria profissional já contribuíram com 25 anos e agora aposentados, terão também a mordida previdenciária”, disse Valgueiro.

Segundo o edil, para ser justa, a mudança no Regime deveria levar em conta uma alíquota progressiva, para assim atender de forma justa os que ganham mais e menos. A matéria teria chegado em urgência urgentíssima e s

Líder governista defende matéria

“Já discutimos quando estava tramitando. Estamos atendendo uma emenda constitucional, todo Estado e cidades vão procurar fazer. Ou você coloca hoje, ou amanhã, não tem outra forma de fazer a não ser atender essa emenda. A gente está vendo o ensaio da Oposição para fazer um carnaval em cima”, destacou Aero.

Para o líder governista na Câmara, o prefeito Miguel Coelho está “procurando a melhor governabilidade” e modificações como essa no regime é necessária em todo país. O projeto ainda está sendo debatido, mas é provável que seja aprovado já que a Situação é maioria.

Deixe uma resposta