Petrolina: médico que atuava na linha de frente morre vítima da covid-19

O novo coronavírus fez mais uma vítima fatal em Petrolina. O médico Aldo Simões, de 54 anos, morreu na tarde de quarta-feira (23), após mais de 15 dias internado por conta da doença.

Ele trabalhava no Hospital Neurocárdio, era hipertenso e mesmo assim continuou atuando na linha de frente. Segundo o programa Viva Bem Petrolina, Dr. Aldo havia contraído a forma mais grave da covid-19.

Contudo, vinha em boa evolução do quadro. Mas piorou, sofreu uma parada cardíaca e veio a óbito. Ele deixa esposa e dois filhos.

Entidades médicas lamentam

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) emitiu uma nota de profundo pesar pela morte. Aldo era paraibano de nascimento e adotou Petrolina como sua cidade. “Neste momento de tristeza, o CRM-PB presta solidariedade e condolências aos familiares e amigos”.

O Sindicato dos Médicos da Paraíba (SIMED-PB) também se manifestou. “O SIMED-PB, em nome de todos os associados, presta solidariedade à família e aos amigos neste momento de tamanha tristeza. Nossos sentimentos e que Deus conforte o coração de todos“, afirma a nota.

Deixe uma resposta