PF de Pernambuco deflagra Operação Abismo e prende envolvidos em fraude na previdência

(Foto: Ilustração)

A Polícia Federal (PF) de Pernambuco deflagrou na manhã dessa sexta-feira (19) a Operação Abismo, para reprimir e desarticular esquema de fraude no instituto de previdência dos servidores municipais de várias cidades no Estado. Cerca de 220 policiais federais estão nas ruas do Rio de Janeiro, Paraíba, Goiás, Santa Catarina e no Distrito Federal cumprindo 64 ordens judiciais, dos quais 42 são mandados de prisão preventiva e 12 de prisão temporária.

Em Pernambuco, as equipes da PF estão na capital Recife, Salgueiro e Cabo do Santo Agostinho. No Cabo, segundo a Rádio Jornal o prefeito da cidade, Lula Cabral (PP) foi preso, mas a informação não foi confirmada pela Prefeitura.

Investigações

As investigações tiveram início em março desse ano e cerca de R$ 90 milhões foram desviados dos institutos previdenciários. De acordo com a PF há envolvimento de políticos, empresários, lobistas, advogados, religiosos e outras pessoas que participariam do esquema criminoso.

As medidas foram determinadas pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região, que ainda autorizou o sequestro e bloqueio de bens e valores depositados em contas em nome dos investigados.

Deixe uma resposta