Polêmico áudio de vereador sobre Nova Semente divide Casa Plínio Amorim

Situação “blindou” governo, enquanto situação criticou esquema para favorecer vereadores (Foto: Blog Waldiney Passos)

Um áudio do vereador Elias Jardim (PHS), membro da bancada governista, repercutiu a nível estadual. Tudo porque o edil afirmou que as vagas das funcionárias do Nova Semente passam pelos edis. Elias criticava a postura de uma de suas indicadas, já que a mesma não estava lhe dando satisfação.

Na sessão de terça-feira (26), a primeira após o vazamento do áudio, os membros da Casa Plínio Amorim voltaram ao tema e como era de esperar, a oposição criticou a gestão municipal e o colega de Câmara. Gabriel Menezes (PSL) foi o primeiro a tocar no assunto e direcionou sua fala ao Governo Municipal.

Oposição critica forma de seleção

“As pessoas são tratadas como objetos descartáveis quando não servem para atender os interesses pessoais do grupo. No Estado a imagem de Petrolina hoje é essa”, alfinetou o edil. Cristina Costa (PT) lamentou a ausência de Elias na sessão, se disse preocupada com o teor do áudio vazado e antecipou uma investigação da Câmara.

“A forma como se coloca isso, tá parecendo que está dando emprego numa empresa sua, tão esquecendo que é o público, quem paga os impostos é a população de Petrolina. Nós recebemos uma denúncia sobre o concurso público e vamos nos reunir”, disse a petista.

Gilmar Santos (PT) foi outro a tocar no assunto, dando destaque ao fato de ser um próprio membro da base governista a expor as falhas. “Não sou eu quem está expondo o governo, é um vereador da base sobre um esquema para aqueles que estão na bancada governista”, disse.

Situação sai em defesa do governo

Ex-secretário de Miguel Coelho, José Batista da Gama (PSB) afirmou ser necessário denunciar os fatos e punir os responsáveis. “Essa prática não é presente e não adianta sacrificar nosso colega. Eu lembro na gestão passada eu denunciei uma menina de Cristália que havia passado na seleção, mas não foi chamada. As questões têm que ser denunciadas, se há irregularidade no concurso, que procure os culpados. Miguel Coelho não é homem que manda alguém errar, erra quem é imbecil”, enfatizou.

Osinaldo Souza (PTB) foi além e defendeu Elias, alegando que o companheiro de bancada é homem de respeito. “Vem a oposição com uma picuinha de um áudio que foi falado em confiança, eu conheço o vereador Elias Jardim. É homem decente, é homem de bem”, rebateu o vereador.

Gilberto Melo (PR) foi mais um a desdenhar da crítica da oposição. Segundo o vereador, o grupo adversário quer fazer política com um tema interno. “Prefeito Miguel parabéns pelo excelente serviço que o senhor está fazendo na nossa cidade e cuidando bem das nossas crianças”, finalizou.

Deixe uma resposta