Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

População se manifesta em favor da Maternidade de Juazeiro nas redes sociais

(Foto: Internet)

Diversas mulheres que deram a luz aos seus filhos na Maternidade de Juazeiro se manifestaram nas redes sociais em favor do trabalho realizado na unidade, muitas fizeram relatos positivos com relação à experiência.

Em um comentário do Facebook, a usuária T. C. conta que acompanhou sua filha durante o parto. (sic) “Em Petrolina não tinha vaga e minha filha W. S. foi ganhar neném lá, e foi muito bem tratada, tanto ela como a acompanhante que foi minha irmã T. D. “A maternidade de Juazeiro está de parabéns super bem organizada e o atendimento nota 10”, comenta.

A internauta M.B. também conta que foi bem tratada durante toda sua estada na Maternidade. (sic) “Eu tive meu último filho lá, Deus colocou anjos na minha vida, foi meu melhor parto, melhor do que os outros que foi pelo plano de saúde, eu amei”, diz. Ela ainda destacou a importância de investigar os fatos.

A secretária de Saúde de Juazeiro, Fabíola Ribeiro, afirma que a gestão já abriu sindicâncias para apurar os fatos que vieram a público e que já resultou no desligamento de um profissional que foi considerado com uma postura negligente. “A gente monta uma equipe multiprofissional para fazer uma avaliação técnica em cima de cada situação ocorrida, para que os procedimentos sejam avaliados e as medidas administrativas cabíveis sejam adotadas”, pontua.

A secretária também destaca que as situações ocorridas dentro Maternidade foram pontuais e que esta não é a realidade do serviço. “Toda equipe da Maternidade tem a qualificação necessária para prestar atenção ao parto. A gestão vai trabalhar de forma enfática o acolhimento e a humanização no atendimento ao usuário”, afirma.

Só em 2017, o hospital já realizou mais de 12 mil atendimentos e, desses, mais de 3 mil foram partos. A Maternidade de Juazeiro está capacitada para atender partos de baixo e médio risco, atendendo a população dos 53 municípios que compõem a rede interestadual de Pernambuco e da Bahia (PEBA).

Deixe uma resposta