Prefeitura de Petrolina emite nota sobre situação das famílias contempladas no sorteio do Park São Gonçalo

(Foto: Ilustração)

(Foto: Ilustração)

A prefeitura de Petrolina (PE) emitiu uma nota explicando a situação do sorteio das casas do Park São Gonçalo, que faz parte do programa “Minha casa, minha vida” do Governo Federal. Segundo a prefeitura, o sorteio foi feito de acordo com procedimento adequado, assim como aconteceu nos sorteios anteriores na cidade.

A prefeitura afirmou ainda que a decisão do Ministério das Cidades é política e tem prejudicado as famílias contempladas. Confira a íntegra da nota:

A Prefeitura de Petrolina vem esclarecer que nos últimos anos criou todas as condições necessárias para ampliação do Programa Minha Casa, Minha Vida – MCMV em nossa cidade. Todos reconhecem que Petrolina se destacou no cenário nacional pela captação de habitações populares para nossa cidade.

Todo o procedimento de cadastro, seleção das famílias através de sorteio foram realizados dentro de critérios pré-estabelecidos, tanto é que já foram entregues 9.500 unidades habitacionais sem nenhum questionamento do Ministério das Cidades, Caixa Econômica Federal ou de qualquer outro órgão de controle.

No caso específico do Park São Gonçalo a seleção via sorteio dos contemplados foi realizada no dia 12 de Maio de 2016, no Ginásio SESC, acompanhado de representantes das seguintes instituições: Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, Caixa econômica Federal – CEF, Câmara de Vereadores, Conselho Municipal da Cidade – CONCIDADE.          

Ressaltamos ainda que todo o procedimento teve registro através de filmagem que está disponível a sociedade e aos órgãos de controle. O sorteio contou ainda com a presença de milhares de famílias inscritas no cadastro municipal.

Após o sorteio os nomes passaram pelo crivo de avaliação da CEF que aprovou e encaminhou os contemplados para a realização das vistorias individuais em cada imóvel restando agora somente a entrega das chaves.

Fomos surpreendidos com notícia de que o Ministério das Cidades questionou o processo de seleção. Não há como deixar de enxergar nesse procedimento, sobretudo próximo de um momento eleitoral, uma politização dessa questão por parte do Ministério que tem trazido um enorme prejuízo as famílias contempladas.

A Prefeitura de Petrolina através da Secretaria Municipal de Habitação realizará todos os esforços possíveis para garantir o direito dos sorteados“.

Deixe uma resposta