Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Privatização do Carnaval de Petrolina ainda repercute na Câmara de Vereadores

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Na sessão da Câmara de Vereadores, de Petrolina (PE), da última terça-feira (20), a privatização do carnaval da cidade ainda foi um dos assuntos mais abordados pelos os vereadores presentes.

O vereador Paulo Valgueiro (MDB), usou a tribuna para lamentar o fechamento do Polo 21 de Setembro. Ele disse que trabalhou próximo ao local e presenciou várias famílias sendo impedidas de ultrapassarem as barreiras impostas pelos os seguranças, porque levavam isopor com água e outras bebidas.

O vereador informou também que a cena mais triste do carnaval, foi ver um pai de família que estava com seus filhos e a esposa, ser preso como se fosse um bandido porque insistia em entrar com o isopor que tinha água e refrigerante para as crianças. Paulo Valgueiro pediu que o governo reavaliasse essa forma de fazer festa pública na cidade, para não “cometer” o mesmo erro no ano que vem.

Para o vereador Gilmar Santos (PT), o fechamento dos Polos Orla e 21 de setembro, violou pelos menos três direitos constitucionais.

“Além de tirar a liberdade de trabalho, uma vez que os ambulantes forma obrigados a se submeterem às regras da empresa que explorou os espaços, a forma como foi organizado o Carnaval de Petrolina violou pelo menos três direitos garantidos na Constituição Brasileira: direito de ir e vir, direito a cidade; livre comércio e concorrência; e liberdade de consumo”, pontou o vereador.

Os vereadores da bancada de apoio ao prefeito Miguel Coelho, também usaram a tribuna para falar do Carnaval. O líder do governo na Câmara, vereador Rui Wanderley (PSC), reconheceu que houve erros, e disse que eles serão revistos e serão corrigidos para o próximo ano.

“As coisas que não deram certo neste ano, com certeza o prefeito Miguel Coelho vai corrigir, para poder proporcionar ao povo de Petrolina nessa data uma melhor qualidade para quem frequenta esse tipo de festividade”, garantiu Rui.

O vereador Ronaldo Souza (PTB), também reconheceu que houve transtornos, principalmente no Polo 21 de setembro, mas disse que isso sirvirá de lição para melhorar a festa no próximo ano.

“Serve de reflexão, mas isso não apagou o carnaval promovido pela família, pela sociedade… Foi um grande carnaval porque as famílias contribuíram para esse carnaval. O governo teve as suas limitações financeiras, não teve o apoio do governo do estado, mas as famílias marcaram as suas presenças. Os Polos todos foram abrilhantados pelas famílias”, ponderou o vereador.

Deixe uma resposta