Projeto Bioma Caatinga articula emissão de documentos de propriedades rurais no distrito de Pinhões em Juazeiro

Em apenas um dia, foram emitidas 50 Declarações de Aptidão ao Pronaf(Foto: Internet)

Em apenas um dia, foram emitidas 50 Declarações de Aptidão ao Pronaf(Foto: Internet)

Cerca de 120 produtores e produtoras rurais de Pinhões, distrito de Juazeiro (BA), conseguiram emissão de documentos de suas propriedades durante um evento realizado na comunidade esta semana.

Idealizado e coordenado pelo o Agente de Desenvolvimento Rural Sustentável (ADRS) José Fagundes Neto, do Projeto Bioma Caatinga, o acontecimento se deu na escola Raimundo Clementino de Souza.

Através de uma parceria com o Sindicato de Trabalhadores Rurais de Juazeiro – STR, Coordenação de Desenvolvimento Agrário da Bahia – CDA e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA, em apenas um dia, foram emitidas 50 Declarações de Aptidão ao Pronaf (DAP), que é um documento que identifica o produtor familiar e é necessário para que esse agricultor possa participar das políticas públicas para a agricultura familiar, como financiamento da habitação rural e Programa de Aquisição de Alimentos do governo.

Também foram feitos 31 contratos de parcerias, 5 contratos de compra e venda, 12 entradas de cadastramento no INCRA e outras 12 entradas de regularização do Imposto Territorial Rural, o ITR.

Para o Agente de Desenvolvimento Rural Sustentável e coordenador do evento, José Fagundes Neto, esse é um legado para a vida toda. “Foi um evento que contou com órgãos importantes que emitem documentação de terras na região, então em ver filhos de produtores e sucessores rurais que não tinha a documentação da terra e ter a partir de hoje, desperta nos jovens a vontade de se manter aqui na roça e não ir morar na cidade” afirmou Neto.

E ele acrescentou: “O que estimula a gente a fazer um trabalho desses é ver no olho do produtor a satisfação dele em ter o documento da sua terra na mão. Coisa que ele nunca teve a oportunidade de ter depois de tantos anos de trabalho duro” concluiu Neto.

José Fagundes Neto é um dos 40 Agentes de Desenvolvimento Rural Sustentável contratados pelo o Projeto Bioma Caatinga, do SEBRAE e Fundação Banco do Brasil em parceria com o Banco do Brasil, Governo da Bahia e outros parceiros, que prestam assistência técnica e gerencial a produtores de caprinos e ovinos e empresas urbanas dos municípios de Juazeiro, Remanso, Casa Nova, Curaçá e Uauá.

Deixe uma resposta