Projeto propõe extinguir delegacia de combate à corrupção, delegados de Pernambuco criticam iniciativa

(Foto: Divulgação)

Um Projeto de Lei apresentado pelo Governo de Pernambuco vista extinguir as delegacia especializadas de Combate à Pirataria e a de Combate aos Crimes contra a Administração (Decasp) para criar um Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco) e vem dividindo opiniões.

O PLO nº 2066/2018 foi encaminhado à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) na semana passada, mas na concepção da Associação dos Delegados de Polícia de Pernambuco (Adeppe), a medida significa um retrocesso. Entretanto, enquanto os delegados criticam a medida por ser “extremamente danosa ao combate à corrupção”, o chefe da Polícia Civil, Joselito do Amaral, explica que o projeto vai ampliar a competência das delegacias.

“Elas não só vão apurar e repelir crimes contra a corrupção, mas também outras infrações contra a administração pública, como o peculato. Vão atuar em qualquer crime de organização criminosa”, afirma. A extinção das duas delegacias significará a realocação dos policiais para os novos departamentos e fará com que o governo inaugure novas unidades em Pernambuco, alega Amaral.

Deixe uma resposta