Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

PT e PSB cada vez mais próximos em Pernambuco

Ex-presidente Lula com governador de pernambuco Paulo Camara, João Campos e Renata Campos. (Foto: Reprodução/fFacebook)

A votação dos deputados federais de Pernambuco do Partido Socialista Brasileiro (PSB) a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff em 2016 parece ser águas passadas para o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. Em reunião com o governador Paulo Câmara (PSB) e com Renata e João Campos, viúva e filho do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, nessa quinta-feira (15), Lula se mostrou favorável a uma reaproximação dos partidos, que estão rompidos desde 2012 no estado.

De acordo com nota divulgada no site do petista, o encontro serviu para que fossem discutidas as responsabilidades dos partidos com o futuro do país. “Conversaram sobre o cenário político brasileiro e a responsabilidade do PT e do PSB com o futuro do país, e por isso a importância dos dois partidos manterem o diálogo aberto independente de alianças eleitorais. O PT, o PSB, o PDT, o PSOL, o PCdoB e setores progressistas do PMDB criaram uma frente para discutir pontos em comum para a superação da atual crise política pela qual passa o Brasil”, diz a nota.

Com essa escolha do ex-presidente, o Partido dos Trabalhadores começa a costurar acordos e põe em risco sua candidatura própria ao governo do estado, que tem os nomes da vereadora Marília Arraes e do deputado estadual Odacy Amorim. Além disso, a reaproximação coloca em xeque o argumento do partido sobre um possível golpe contra Dilma, já que o PSB-PE votou de forma unânime pelo impeachment da ex-presidente.

Deixe uma resposta