Resultados da ROMU são consequência de trabalho bem feito, segundo secretário-executivo de Segurança Pública

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Uma das novidades implementadas na segurança pública durante o governo do prefeito Miguel Coelho, a Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) tem se destacado pelos resultados positivos. Implantada em setembro de 2017, a iniciativa se espelha em experiências bem sucedidas no Sudeste e Sul do país.

Em Petrolina, as equipes têm contribuído para o combate ao tráfico de drogas e violências de diversos tipos praticados na cidade. Em conversa com o Blog, o secretário-executivo de Segurança Pública, delegado José Silvestre avaliou os resultados obtidos.

LEIA TAMBÉM:

Miguel Coelho anuncia investimento de R$ 2 milhões para Guarda Municipal de Petrolina

Na ROMU são utilizadas sete viaturas e seis motocicletas. “É um conceito de uma tropa mais especializada, é uma  equipe de maior força para dar apoio. A ROMU é uma unidade técnico-especializada no suporte operacional e também para algumas áreas sensíveis”, destaca o secretário-executivo.

Os diferenciais da ROMU para as demais equipes da Guarda Civil Municipal são, segundo Silvestre, um efetivo maior, maior força e equipamentos. Em cada abordagem são quatro agentes em uma viatura, apoiados por três em motocicletas. “O sucesso se deve principalmente ao Guarda que comprou [essa ideia]. Hoje eu acredito que a Guarda tem essa receptividade porque ela está atendendo com qualidade”, finalizou.

Um Comentário

  • Jose Santos silva

    1 de maio de 2018 at 08:56

    O problema é que as viaturas do GTM fazem o mesmo serviço e ele trata como se existisse só o ROMU.
    Isso pra mim tá errado e gera descontentamento.
    Pergunto sobre o que disse na matéria:
    O ROMU foi especializado por qual órgão?
    Existem 07 viaturas e 06 Motos no ROMU?
    Respondo:
    Não são especializados;
    Existe 01 viatura e 08 Motos que na verdade são utilizadas somente 04 e quando são.

    Responder

Deixe uma resposta