Coluna da Semana – Por Waldiney Passos

TURBULÊNCIA À VISTA

JÚLIO - EXPLESSÃO PREOCUPADOComo dizia minha avó “quando a farinha é pouca, meu pirão primeiro”. Esse adágio popular serve para ilustrar o pensamento de muitos secretários que hoje integram o governo do prefeito Júlio Lóssio (PMDB) e buscam ocupar novos espaços na política local a partir do ano que vem.

E o incentivo deve partir do próprio prefeito que ao exercer seu primeiro mandato (2008/2012) entendeu que com poucos vereadores, naquela época contava com o apoio apenas de Pérsio Antunes, Raimundo Sol Posto e Dedé da Simpatia,  seria muito difícil governar. Na eleição seguinte (2012) Júlio Lóssio colocou um verdadeiro exército de candidatos e conseguiu ampliar sua bancada na Câmara Municipal.

Em 2016, sabe-se que a investida governista será bem maior, seja pelo fato de tentar assegurar maioria ou pela tentativa de muitos em garantir um lugar ao sol diante do cenário de incertezas sobre quem vai ou não vencer as eleições para comandar o município a partir de 2017.

O certo é que na interpretação de muitos o momento é esse, está no governo pode significar a viabilidade de uma cadeira na Casa Plínio Amorim e muitos não querem perder esta oportunidade. O legue de postulantes é enorme, não apenas a cargos no legislativo mas também no executivo. Secretários como Orlando Tolentino, Ednaldo Lima, Ricardo Rocha, Lúcia Giesta, Tio Julinho têm seus nomes cogitados para disputar até mesmo a eleição majoritária.

Neste particular a pergunta que não quer calar é a seguinte: “o prefeito vai conseguir manter a unidade dentro do governo após anunciar o nome do ungido para sucede-lo?”, provavelmente não!

Se tomarmos como exemplo a última eleição em que o prefeito preteriu as expectativas do então super aliado Pérsio Antunes, que após exercer a liderança da situação por duas legislaturas seguintes, rompeu, podemos dimensionar o tamanho do pepino, Júlio terá que ter muita habilidade e argumento convincente para manter o grupo ileso.

 CURTAS

GEDSC DIGITAL CAMERA

PLEITO ATENDIDO

Cobramos em sua coluna da última segunda-feira (30/11) a recuperação da estrada da Tapera, proximidades do contorno da Ilha do Sol. O  Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Pernambuco (DER/PE ) enviou uma equipe ao local e realizou a operação tapa buracos melhorando o trânsito e oferecendo mais segurança aos condutores de veículos que por ali transitam.

OUTRA LAPADA

O deputado Adalberto Cavalcanti (PTB) está convicto da reeleição de sua esposa e prefeita de Afrânio – PE, Lúcia Mariano (PSB). “Vai ser maior que em 2012, vamos colocar uma frente de 4 (quatro) mil votos”, disse.

APELOS EM VÃO

Na sessão da última quinta-feira (03) da Câmara Municipal de Petrolina, apesar de obter 9 (nove) votos contra, o veto parcial à criação o ensino de Libras na rede municipal de ensino foi mantido. A autora do projeto vereador Maria Elena (PSB) bem que tentou convencer a bancada da situação mais foi derrotada. “Foi questão política esse veto parcial, mas o importante é que atendemos a solicitação dessa comunidade que tanto defende a igualdade em todo o sistema educacional”, avaliou.

MAIS FOLEGO

O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) ganhou mais tempo no STF.  Em despacho no dia 2 de dezembro, o ministro Teori Zavascki prorrogou por mais sessenta dias o prazo para conclusão do inquérito que o investiga na Lava a Jato. A prorrogação foi pedida pela força-tarefa da Polícia Federal, através do Ofício 1232/2015-DICOR/GINQ, da Corregedoria da Polícia Federal, tendo tido a concordância de Rodrigo Janot, procurador geral da República, através do parecer 62747/2015.

Deixe uma resposta