SINDSEMP apresenta contraproposta referente reajuste de 5% para servidores das categorias de leis específicas

(Foto: ASCOM)

O Sindicato dos servidores Municipais de Petrolina (SINDSEMP), e representantes das Associações das categorias de Leis específicas se reuniram na tarde desta segunda-feira (10), com a Secretária de Gestão Administrativa, Luiza Leão, a Secretária de Saúde, Magnilde Albuquerque e o Controlador Geral, Romero Borja, para apresentar contraproposta do reajuste salarial de 5%, o que não atende a reinvindicação do sindicato, que é no mínimo a reposição inflacionária.

Na oportunidade, o sindicato solicitou a prestação de esclarecimento sobre a proposta do Executivo, de reajuste dos 5% sobre o salário base, levando em consideração a condição igualitária perante os demais servidores, no que diz respeito a reposição inflacionária.

O SINDSEMP estava representado pelo presidente Walber Lins, o Diretor de Políticas Sindicais, Edson Santos e o Diretor Financeiro, Juvênio Barbosa, levou ainda à mesa de negociação temas relevantes a exemplo da gratificação de difícil acesso dos servidores da saúde e dos secretários escolares, atraso de vale transportes, a necessidade de concurso público, a situação de formação permanente e de receita, inclusive a implacabilidade do Plano Plurianual (PPA) e Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2018 (LDO).

Foram debatidos também a constituição de CIPAS nas unidades de trabalho, o serviço de medicina do trabalho destinado ao servidor, bem como a discussão dos planos de saúde que estão incluídos na margem de 30%   do servidor, o que foi pedido para ser revisto e construir uma instrução normativa para que seja retirada dessa perspectiva.

Diante de vários pontos discutidos com base na proposta da campanha salarial de 2017, o SINDSEMP aguarda até quinta-feira uma posição do Executivo, para que a nova proposta seja repassada aos servidores das categorias de Leis específica, em Assembleia Extraordinária já marcada para quinta-feira (13), no auditório do Hotel Grande Rio, às 8h.

A Secretária Luiza Leão afirmou que foram feitos vários estudos para que houvesse a possibilidade deste percentual no reajuste das categorias de Leis específicas e afirmou apresentará a contraproposta do sindicato, ao prefeito Miguel Coelho, “Nós propomos o reajuste de 5%, houve uma contraproposta do sindicato e nós levaremos para o Gestor Municipal, pra gente analisar se há viabilidade ou não”, conclui.

O presidente do SINDSEMP Walber Lins, na condição de representante de todos os servidores, fez as reinvindicações com base no que está especificado nas propostas da campanha salarial. “O sindicato se manteve fiel à proposta da campanha salarial apresentada em janeiro, para que a gente possa se manter firme nessa negociação. O sindicato mantém o diálogo, longe de nós não estabelecer a negociação através do diálogo, contudo, a gente se mantém firme no apoio ao servidor, dentro da perspectiva do foi postulado”, afirma, dizendo acreditar que a reunião vislumbre melhores situações para o servidor.

Deixe uma resposta