SindUnivasf decide se irá apoiar a paralisação estudantil até esta terça

paralisacao-univasff

Há informações que os departamentos de Petrolina e Juazeiro pararam as atividades./ Foto: internet

Os alunos na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) ocuparam a instituição na manhã desta segunda-feita (10). O ponto de pauta é o corte de verba para a assistência estudantil e contra a PEC 241, que está em pauta na Câmara dos Deputados.

A proposta é que esta semana não haja atividade acadêmica nos campus. O SindUnivasf lançou nota afirmando que será realizada uma assembleia para decidirem se irão apoiar a greve estudantil. Confira nota:

[email protected] de vocês têm buscado a Diretoria sobre uma orientação quanto a como proceder ante o movimento de greve dos estudantes, deflagrado hoje.

Destarte:

1) Considerando que nossos movimentos de paralisação em 2011 e 2012, bem como nossas greves de 2012 e 2015 foram respeitados pelos estudantes;

2) Considerando que ao longo de 2016 os estudantes, em especial através do DCE, apoiaram e co-participaram de uma série de atividades realizadas quer pela SindUnivasf, quer por meio do Comitê Unificado da Univasf, que os discentes integram;

3) Considerando que em 2016 foram realizadas assembleias tripartites fundamentadas no princípio do respeito e autonomia de cada segmento da Universidade;

É nosso dever moral, por princípio e por coerência, respeitar as decisões do movimento estudantil.
Eles nos respeitaram.
É a hora de respeitarmos.

Amanhã, 08h30, teremos assembleia dos professores e lá poderemos avaliar e aprovar um encaminhamento contrário, qual seja, ignorar o movimento estudantil.
Na assembleia estudantil de hoje, na reitoria, a Diretoria e o Comando já sinalizaram o respeito e o apoio ao movimento iniciado hoje com uma pauta que é justa e por sobrevivência das condições de trabalho, inclusive as nossas!

A base é soberana para aprovar outro encaminhamento.
Repaldá-lo. Ou ampliá-lo.

Trata-se de respeito, em primeiro lugar.

Até amanhã, 8h30, NT02, Campus de Ciências Agrárias.
Inclusive, as representações estudantis foram convidadas a apresentar as causas de sua paralisação.
Como em todas as assembleias realizadas, aliás.
Atenciosamente,

Nilton de Almeida

Presidente da SindUnivasf
Diretoria Executiva da SINDUNIVASF.>>

Deixe uma resposta