Suspeitos de cometer homicídio em fevereiro são presos durante Operação Fênix

Operação investigava homicídios, mas também conseguiu apreender quantia de droga (Foto: Blog Waldiney Passos)

Quatro pessoas foram presas durante a Operação Fênix, deflagrada pela Polícia Civil de Petrolina na manhã dessa quarta-feira (14). De acordo com a polícia, os detidos têm envolvimento com um duplo homicídio praticado no começo do ano, quando um casal foi encontrado carbonizado dentro de um veículo com placa de Juazeiro, nas proximidades do Projeto Senador Nilo Coelho – Núcleo 09.

LEIA TAMBÉM:

Carro é encontrado queimado, em Petrolina, com dois corpos carbonizados dentro

Resultado de investigações iniciadas em fevereiro, quando o crime foi registrado, a Polícia Civil identificou a participação de cinco indivíduos no duplo homicídio cujas vítimas foram Raimundo Ivanildo Batista de Araújo e Raquel Nascimento Barbosa. A motivação, de acordo com o delegado Magno Neves, responsável pela Delegacia de Homicídios foi uma dívida de drogas.

“A investigação teve início quando o casal foi assassinado, com a investigação conseguimos chegar as autores desse crime os quais foram presos na manhã de hoje na Operação Fênix e o homicídio estava relacionado a uma dívida de drogas da vítima com Dionato. Ele foi o alvo principal da investigação, existem outros inquéritos com participação em outros homicídios”, afirma Magno.

Droga apreendida na operação (Foto: Blog Waldiney Passos)

Envolvimento com tráfico

Durante o cumprimento do mandado de prisão de Dionato Evangelista dos Santos a Polícia Civil conseguiu apreender 12,6 kg de pasta base de cocaína na residência do acusado, no bairro Mandacaru. Segundo o delegado, o local funcionava como uma refinaria da droga. “Essa droga era preparada e distribuída em diversos setores”, explica Magno Neves.

Prisões

Também foram presos José Rogério de Souza Lima, vulgo Didi, Patrick Duarte Braga e Antomar Alves de Brito (cumprindo pena na Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes), todos com envolvimento no tráfico e homicídios. Um quinto participante identificado como Joseilton dos Santos está foragido e as investigações continuam, na tentativa de prendê-lo.

“O objetivo da investigação era o homicídio, a droga surge no contexto da ação que nós fizemos e fica claro que eles são traficantes também. A droga será investigada pela delegacia especializada”, destaca o delegado de Homicídios.

Apreensões

A Operação Fênix foi coordenada pele DINTER 2, em parceria com a 26ª DESEC e o DENARC. No total a PC apreendeu 13,7 kg de cocaína, 705 gramas de crack, R$ 5.317,00 em espécie, 11 celulares, um tablet, um notebook, três balanças de precisão, um revólver calibre 38 e uma motocicleta.

Deixe uma resposta