Jecana do Capim reúne mais de 10 mil pessoas no final de semana

(Foto: Ascom)

O final de semana foi de muita festa no Capim com a 48ª edição da Jecana do Capim. Iniciada na sexta-feira (31), a festa foi encerrada na tarde de domingo (2) com muita animação e irreverência. De acordo com a Prefeitura de Petrolina, apoiadora do evento, mais de 10 mil pessoas estiveram no distrito.

A Jecana foi criada no ano de 1971, pelo radialista Carlos Augusto Amariz, para valorizar o jegue, um dos principais instrumentos do homem do campo. A programação contou com a missa de abertura, torneio de futebol e claro, a corrida de jegues.

“É uma alegria estar nessa edição da Jecana, uma tradição que se iniciou há quase 50 anos e integra a memória do povo da caatinga, sendo um sucesso e isso dá alegria, movimenta o comércio local do Capim e de toda essa região próxima. Reafirma, também, o compromisso da prefeitura que desde o ano passado resolveu assumir de fato a organização da festa. Nossa equipe está de parabéns junto com a Associação de Moradores do Capim pelo belíssimo trabalho”, disse o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho.

Jecana do Capim acontece neste final de semana, em Petrolina

(Foto:ASCOM/ Ivaldo Reges)

Junho começa com muita festa no interior de Petrolina. A tradicional Jecana do Capim será realizada neste domingo (2) e serão distribuídos prêmios de até R$ 30 mil aos vencedores da 48ª edição. A missa na noite de sexta-feira (31) abre oficialmente as celebrações no distrito, às 19h.

Já no sábado (1º), a partir das 14h o ‘Torneio de Futebol Júlio José dos Santos’ anima o campo de futebol do Capim. Mais tarde, às 17h a ‘Jegueada’ acontece dentro da vila. César Tenório, Suzana Coelho e Sérgio do Forró dão o tom da noite, com muita música.

E no domingo, às 9h a corrida de jegue movimenta a comunidade. A festa foi idealizada pelo radialista Carlos Augusto Seu legado manteve-se vivo pela Associação de Moradores do Capim, com o apoio da Prefeitura de Petrolina.

Jecana do Capim começa na sexta-feira e encerra calendário do São João de Petrolina

(Foto: Divulgação)

Desde maio Petrolina vive clima de São João e depois de quase 40 dias de festa chega a hora de se despedir dos festejos. Inicialmente programada para abrir o calendário junino, a Jecana do Capim fará as honras de encerra a programação neste final de semana.

A festa começa já na sexta-feira (29) e segue até o domingo (1º), com shows, corrida de burro e jegue, além de muita comida típica. O secretário de Cultura, Turismo e Esportes (SECULTE), Emício Júnior falou sobre a preparação da festa.

“A gente fecha esse final de semana com chave de ouro com a tradicional Jecana do Capim, que começa amanhã. Toda Jecana está confirmada, estivesse essa semana vendo a montagem da estrutura, está tudo sendo preparado e esse evento já é um patrimônio do município e uma manifestação cultural”, disse em entrevista ao programa Super Manhã, com Waldiney Passos.

LEIA MAIS

Jecana do Capim: esquema de segurança contará com apoio de polícias e Guarda Municipal

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A um passo de encerrar o calendário junino a Prefeitura de Petrolina já está com tudo pronto para a realização da Jecana do Capim, neste final de semana. A festa que terá duração de três dias começa amanhã (29) e segue até o domingo. Para garantir a segurança de todos, haverá um esquema especial das forças municipais, estaduais e federais.

LEIA TAMBÉM:

Secretário-executivo de Segurança Pública avalia São João 2018: “Nós tínhamos uma meta e conseguimos”

De acordo com o secretário-executivo de Segurança Pública de Petrolina, José Silvestre, além das equipes que vão trabalhar para dar tranquilidade ao público, também estão garantidos os agentes da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA) e equipes dos serviços públicos. Esses atuam desde a semana passada na limpeza e iluminação do acesso à festa.

LEIA MAIS

Maria Elena afirma que Prefeitura agiu certo em continuar com realização da Jecana do Capim

(foto: Blog Waldiney Passos)

Ex-secretária de Cultura, Turismo e Esportes (SECULTE) de Petrolina, a vereadora Maria Elena (PRTB) apresentou uma Moção de Apalusos à Prefeitura de Petrolina pela organização do São João 2018, através do Requerimento nº 140/2018.

Elena também lamentou a saída da família Amariz da organização da Jecana, no que ela chamou de “falta de diálogo” entre o Executivo e os organizadores do evento. No entanto, ela destacou que a festa é um bem cultural da cidade e o prefeito Miguel Coelho agiu certo em realizar a Jecana juntamente com a Associação de Moradores do Capim.

“Se você dá o valor total da despesa, você patrocinou. Ou seja, a secretaria patrocinou a estrutura do Pátio de Eventos, agora a Caixa Econômica apoiou o São de Petrolina com um valor inferior. Eu lamento porque indiscutivelmente há a mente do nosso querido Carlos Augusto na organização da festa, mas fosse qualquer prefeito, ele tem toda autonomia de realizar esse evento”, afirmou Maria Elena.

LEIA MAIS

Família Amariz confirma saída da Jecana do Capim: “Se nós não somos bem-vindos, a gente sai”

Maíra Amariz (filha de Carlos Augusto)

Pela primeira vez em toda sua história a Jecana do Capim não terá a participação da família de Carlos Augusto, criador da festa. O anúncio feito pela família Amariz Gomes veio através de uma nota oficial enviada à imprensa na noite da terça-feira (19), após desentendimentos com a Prefeitura de Petrolina.

LEIA TAMBÉM:

Após impasse, Prefeitura de Petrolina afirma que Associação se comprometeu a realizar Jecana do Capim

Depois de ter data adiada por causa da greve dos caminhoneiros, Jecana do Capim vai encerrar festejos juninos de Petrolina

Confira a íntegra da nota:

LEIA MAIS

Após impasse, Prefeitura de Petrolina afirma que Associação se comprometeu a realizar Jecana do Capim

(Foto: Blog Waldiney Passos)

O prefeito Miguel Coelho se reuniu com a imprensa na quarta-feira (13) para apresentar o esquema de segurança, saúde, transporte e outras informações relacionadas ao São João de Petrolina, no Pátio Ana das Carrancas. Mas a festa no Povoado do Capim também entrou na pauta.

A Jecana é feita entre a Prefeitura e a Associação do Capim, a nossa proposta continua a mesma até porque se a gente tinha um acordo antes da festa, não vai ser na véspera que a gente vai mudar os termos. Eu acredito muito na palavra das pessoas e um acordo é feito e a gente honra com o prometido”, disse ontem.

A Jecana do Capim deveria ter aberto a programação de junho, porém em decorrência da greve dos caminhoneiros precisou ser adiada para o final do mês. Isso teria levado a organização do evento a elevar o custo e não agradou a gestão. “Se a Associação quiser o apoio da Prefeitura, é o apoio que sempre foi dado. Agora se eles acharam que ficou mais caro fazer a Jecana, eu não acompanhei essa inflação”, disse Miguel.

LEIA MAIS

Prefeito de Petrolina afirma que “período de incerteza” motivou realização da Jecana do Capim

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho afirmou mais cedo que o combustível garantido pela Justiça de Pernambuco à Prefeitura vai garantir a manutenção dos serviços por pelo menos mais oito dias. Mesmo com o estoque obtido, na terça-feira (29) a Prefeitura optou por adiar a realização da 47ª ediação da Jecana do Capim, programada para este final de semana.

LEIA TAMBÉM:

Crise do combustível: Jecana do Capim é adiada pela Prefeitura de Petrolina

Para Miguel, a decisão foi tomada para evitar problemas, tendo em vista o contexto no qual o município está inserido. “Ontem nós tivemos uma reunião com os organizadores e a gente estava preocupado exatamente por isso, porque a gente não sabe se vai ter combustível para a Guarda Municipal, para a Polícia e para o Samu, se vai ter gás de cozinha para fazer as comidades, se vai ter diesel para ligar os geradores. As pessoas precisam de gasolina para chegar ao Capim, então diante dessas dificuldades e dessas incertezas que se instalou no Brasil, a gente preferiu ser comedido e tomar uma decisão para poder dar ai mais 15 dias e fazer uma Jecana organizada e grande como ela merece”, afirmou em participação no programa Super Manhã, na Rádio Jornal Petrolina.

LEIA MAIS

Crise do combustível: Jecana do Capim é adiada pela Prefeitura de Petrolina

(Foto: Ivaldo Reges)

A falta de combustível no município fez a Prefeitura de Petrolina adiar a realização da Jecana do Capim, programada para este final de semana. O anúncio foi feito pela secretária de Comunicação do município, Monyk Arcanjo, em participação no programa Super Manhã, na Rádio Jornal.

Inserida na programação oficial do São João, a 47ª edição da Jecana acontecerá nos dias 15, 16 e 17 de junho. A decisão foi tomada durante uma reunião nessa manhã entre o prefeito Miguel Coelho e o secretário de Cultura, Turismo e Esportes (Seculte), Emício Junior.

Serviços básicos

A secretária também apresentou um panorama da cidade, que teve o retorno das aulas na rede municipal retomadas nessa terça-feira (29). “A coleta de lixo que iria só até hoje, a Secretaria de Infraestrutura, através do secretário Fred e do secretário executivo Alisson, eles conseguiram acordo com a empresa mais algum estoque de combustível para que a coleta vá até sexta-feira (1°)”, afirmou.

O atendimento dos pacientes no Tratamento Fora de Domicílio (TFD) continua suspenso, entretanto os serviços de recuperação do passeio está mantido. A operação Tapa-buraco está suspenso, tendo em vista que o caminhão que traz a matéria prima para a recuperação está preso em Senhor do Bonfim. Já a circulação do transporte coletivo será mantido em 100% nos horários de pico.

Comitê de Emergência

Enquanto o estado de emergência vigorar no município, um Comitê de Emergência se reunirá diariamente. “As secretarias se reúnem para passar um balanço diário, do que temos para que a gente vá suprindo e não causar nenhum transtorno à população”, finalizou Monyk.