PCdoB é homenageado durante sessão ordinária na Câmara de Vereadores de Juazeiro 

(Foto: Ascom)

Na noite de segunda-feira (25), a Câmara Municipal de Juazeiro (BA) fez uma homenagem ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB) que completou 97 anos no dia 22 de março. O Presidente da Casa, Alex Tanuri (PSL) e os vereadores, Inaldo Loiola (PCdoB), Anastácio (PCdoB) e Reinaldo Sabino (PCdoB) se pronunciaram e parabenizaram o partido, lembrando grandes feitos da legenda pelo país e no município.

Alex Tanuri foi o primeiro a falar da importância do PCdoB para Juazeiro. “Queria parabenizar o Partido Comunista do Brasil, que há 10 anos faz a gestão do município caminhando para o 12º e com fé em Deus o 16º. Tem história no Brasil, na Bahia e já fez história em Juazeiro desde 2009. É uma gestão que ensinou ao povo da Bahia como se trabalha”, disse.

Já Inaldo Loiola lembrou das principais características da ideologia o partido. “Exatamente há 97 anos era fundado o Partido Comunista do Brasil, partido que enfrentou vários problemas durantes sua existência. É um partido perene e que tem DNA, tem história da qual me orgulho muito em participar. É o único partido que fui filiado e hoje estou vereador nesta casa”, comentou.

LEIA MAIS

Agnaldo Meira discute sobre o Programa Garantia Safra e a Feira de Caprinos e Ovinos de Abóbora na Câmara de Vereadores de Juazeiro-BA

Vereador juazeirense Agnaldo Meira (PCdoB)

Na tribuna da Câmara de Vereadores de Juazeiro, nesta segunda-feira (12), Agnaldo Meira (PCdoB) comemorou a entrega simbólica dos boletos do Programa Garantia Safra 2018-2019, a representantes e presidentes de associações das comunidades do interior do município, realizada na manhã desta segunda, no Paço Municipal.

O Garantia Sagra é um programa do Ministério do Desenvolvimento Agrário, que garante ao agricultor familiar um seguro, caso sofra com a perca da safra, devido à estiagem ou excesso de chuvas. Os agricultores beneficiados do interior de Juazeiro atuavam com o plantio de feijão e milho. De acordo com informações da Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (ADEAP), esses produtores devem recolher os boletos referentes à safra 2018-2019 até o dia 31 de novembro de 2018.

 Meira destacou a importância do seguro para o fortalecimento da agricultura familiar. “O seguro Garantia Safra ajuda a melhorar a qualidade do rebanho, a segurança alimentar das famílias e possibilita o retorno ao plantio. Para o ano de 2019, serão beneficiados mais 3.345 agricultores, o que equivale a um investimento de R$ 2.508.750,00”. afirmou Meira.

Ainda na tribuna da Casa Legislativa Municipal, Agnaldo Meira reiterou sobre a participação na I Feira de Caprinos e Ovinos do distrito de Abóbora, que aconteceu nos dias 09, 10 e 11 de novembro. Foram expostos cerca de 60 expositores e uma média de 400 animais. Também foram realizadas palestras, cursos, torneio leiteiro de pista, exposição e comercialização dos produtos.

“Essa feira trouxe uma importante inovação: houve a participação efetiva de toda a população da comunidade. Não tenho dúvidas de que o fortalecimento da caprinovinocultura contribui para o aumento do PIB da nossa região”, finalizou a Voz dos Trabalhadores.

Zó comemora reeleição e agradece votos de eleitores

(Foto: ASCOM)

O deputado estadual Zó (PCdoB), foi reeleito com 43.347 votos. Com esse resultado, o representante de Juazeiro (BA) ocupou a vaga de número 56 da Câmara Legislativa da Bahia.

LEIA TAMBÉM:

Bahia: Juazeiro emplaca Zó e Roberto Carlos na Alba, Casa Nova elege Tum

Nas redes sociais, Zó agradeceu os mais de 40 mil eleitores que acreditaram no seu projeto e optaram por dar continuidade ao trabalho que vem sendo desenvolvido por ele no norte da Bahia. Zó aproveitou o espaço e falou sobre o segundo turno para presidente.

“Vamos com tudo porque o trabalho não para e com força para eleger, no próximo dia 28, o camarada Haddad e a camarada Manu, para o Brasil ser Feliz de novo! Meu muito obrigado”, disse.

Votos de Isaac Carvalho não serão divulgados no sistema de apuração

(Foto: ASCOM)

O candidato a Deputado Federal, Isaac Carvalho (PCdoB) manteve a tradição, e votou na Escola Municipal Celso Cavalcante de Carvalho, por volta das 14h30, no distrito de Mandacaru, zona rural de Juazeiro (BA), acompanhado da esposa, filhas, amigos e correligionários.

Em razão do registro de candidatura de Isaac Carvalho ainda se encontrar em fase de recurso, a votação do ex-prefeito de Juazeiro será contabilizada de maneira separada pelo Tribunal Regional Eleitoral. Por isso, os números não serão divulgados no sistema de apuração.

De acordo com a assessoria do candidato, a coordenação da campanha será informada das totalizações gerais e por cidade, via comunicação oficial do TRE. Assim que os dados forem disponibilizados, eles serão comunicados nas redes sociais da campanha.

Depois de retirar candidatura de Manuela D’Ávila, PCdoB afirma que ela será vice do PT “em qualquer circunstância”

Manuela (centro) comentou orientação do PT sobre aliança da esquerda em passagem pela região (Foto: Blog Waldiney Passos)

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) emitiu uma nota afirmando que Manuela D’Ávila será candidata a vice do Partido dos Trabalhadores (PT) “em qualquer circunstância”. O PCdoB retirou hoje (6) o nome da gaúcha, para se aliar ao PT.

A frente conta ainda com o PROS e PCO. No final de semana o PT anunciou o nome de Luiz Inácio Lula da Silva como candidato à presidência, enquanto que Fernando Haddad ficou com o posto de vice. Atualmente os petistas trabalham com dois cenários.

LEIA TAMBÉM:

PCdoB confirma Manuela D’Ávila como candidata à Presidência da República

Em Petrolina, Manuela D’Ávila reafirma pré-candidatura à Presidência da República

O primeiro é aquele no qual a Justiça negue a Lula o direito de concorrer às eleições. Haddad – que é ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação – seria alçado como presidente e Manuela será a vice. No outro, Lula teria aval para concorrer ao pleito de outubro.

LEIA MAIS

PCdoB confirma Manuela D’Ávila como candidata à Presidência da República

(Foto: Alessandra Modzeleski)

Um ato breve do PCdoB confirmou o nome de Manuela D’Ávila como candidata a presidente nas eleições de outubro. Essa é a primeira vez que o partido indica um nome desde 1989, quando passou a ingressar nas alianças com o PT.

“Nossa candidatura é a construção da saída do grave crise que nosso país enfrenta. Seremos aqueles que dialogaremos com as mulheres e homens e diremos que é inadmissível abrir mão do nosso país e deixar de votar”, disse a deputada estadual.

Além de Manuela, a esquerda já tem outra candidatura confirmada, a do PSOL, com Guilherme Boulos e Sônia Guajajara, que foram anunciados pela sigla no dia 21 de julho. A convenção do partido aconteceu no auditório da Câmara dos Deputados em Brasília.

Nota: “Desalojar é pouco, tem de humilhar!”

(Foto: Divulgação)

Nesta quarta-feira (7) a assessoria do partido Comunista do Brasil (PCdoB) emitiu uma nota sobre o desalojamento de famílias que ocupavam 50 casas construídas pela prefeitura de Remanso. Os desabrigados foram colocados no Ginásio de Esportes de Remanso e condições precárias.

Veja a nota na íntegra:

“Fiel aos seus ‘princípios’ o Prefeito de Remanso, Zé Filho, irritado com a repercussão da arbitrariedade que cometeu contra 50 famílias desalojadas de casas que ocupavam e jogadas no Ginásio de Esportes da cidade, resolveu ir mais longe: Deu entrada no último dia 31 de uma ação de “reintegração de posse” do Ginásio que ele, por sua esposa e Secretária de Ação Social, havia “cedido” para os desalojados.

Quem conta a história é uma das vítimas da intolerância do prefeito Zé Filho: “Dia 25 de Maio fomos surpreendidos com a Polícia, muitos empregados da prefeitura, alguns deles armados, que vieram cumprir a ordem de tirar a gente das casas onde estávamos já há nove meses.

“Ninguém resistiu e a Dona Telma, que tinha ficado no carro, mas depois desceu quando viu que a gente não ia resistir, veio falar com a gente. Prometeu que ia colocar a gente no Ginásio e que ia fazer de tudo para conseguir um salário para cada um enquanto as novas casas não fossem construídas. Prometeu que a gente iria poder ficar no Ginásio e que ia ter assistência e cuidado”.

“Foram os caminhões da prefeitura que nos levaram para o Ginásio. Logo no segundo dia não tinha água e tinha muita sujeira. Dois dias depois já tinha criança doente. Os banheiros estavam quebrados. A gente reclamou, fomos na prefeitura, mas não encontramos Dona Telma. Acho que ele ficou com raiva porque saiu na imprensa. Hoje (dia 05/06), soubemos que ele tinha feito outra ação. Desta vez para nos tirar do Ginásio”.

“A gente só ocupava as casas, que estavam lá abandonadas por três anos, sem ser entregue, porque já não tinha para onde ir. Expulsos das casas, fomos para o Ginásio, não porque a gente gosta, mas porque não temos pra onde ir. E agora? Nem casa, nem ginásio”.

Do outro lado quem conta a história, pede “pelo amor de Deus que ninguém fique sabendo que foi eu”: “O prefeito ficou muito brabo quando viu o nome no blog. Eu mesmo ouvi, porque ele não fez escondido nem nada. Foi aqui, no corredor da casa dele, para todo mundo ouvir: “Esses vagabundos! Dou o ginásio e eles vão para rádio e nos jornais. Não disse? Não tem isso de desalojar e arrumar moradia para vagabundo. Eles têm de aprender! Desalojar é pouco, tem de humilhar! “

A ação, assinada pelo procurador geral do município, Dilermando de Carvalho Gonçalves Neto, reconhece que o Ginásio foi cedido pela prefeitura, mas alega que foi “provisoriamente”. Tão provisoriamente que não pôde passar de cinco dias. Alega ainda que “o município não dispõe de condições estruturais e financeiras para arcar com a despesa oriunda da manutenção dessas famílias”, reconhecendo que houve a oferta de manutenção para que saíssem das casas e ao final pede o “uso de força policial”. Afinal: “Não tem só de desalojar, tem de humilhar ou eles não aprendem”.

O Advogado Marcos Palmeira, assumiu a defesa dos desalojados: “O pedido de reintegração de posse é nulo. Quem colocou as famílias no Ginásio foi o prefeito. Quem lhes garantiu que ficariam lá até ser encontrada uma solução foi o prefeito, por seus prepostos.  Temos dezenas de testemunhas. Zé Filho não tolera ser contrariado”.

Passados 10 dias, as casas continuam desocupadas. Falta água e pelo menos dez crianças foram levadas aos postos de saúde com disenteria e febre depois que foram jogadas no Ginásio”.

ASCOM PC do B Remanso

PCdoB revida a Lula, PT e Rui: tem candidato em 2018

pcdob-ptReunida no domingo (4), a direção nacional do PC do B decidiu que terá um nome da sigla na disputa pela Presidência. O ex-ministro Aldo Rebelo, o governador do Maranhão, Flávio Dino, e as deputadas federais Jandira Feghali e Luciana Santos são os cotados.

É uma reação à fala do presidente do PT, Rui Falcão, de que seu partido não tem plano B e Lula é o candidato para 2018.

Dirigentes do PC do B defenderam que “é hora de renovar a esquerda” e colocaram em discussão uma lista com quatro possíveis presidenciáveis.

Com informações do Painel – Folha de S.Paulo.

Vereador Vanderlin Carvalho retira pré-candidatura a prefeito em Casa Nova-BA

Vanderlin Carvalho

A medida que o tempo vai passando o cenário político começa e se desenhar com mais clareza no município de Casa Nova-BA. Pré-candidato a prefeito pelo PCdoB, partido pelo qual exerce o mandato de vereador na Câmara Municipal daquela cidade, Vanderlin Carvalho, informa, em primeira mão a este Blog, que abriu mão desta condição já que o seu companheiro de partido, Dr. Gilson Paranhos, também tem a mesma pretensão. Paranhos já foi vereador,  presidente da Câmara Municipal e secretário de Saúde de Casa Nova.

“Na verdade eu não desisti, eu retirei meu nome em prol da unidade da oposição porque nós não podemos ter vários candidatos, temos que ter um candidato. Então, sou vereador, posso ir para reeleição, a partir de agora não sou mais pré-candidato a prefeito, o PCdoB tem Doutor Gilson Paranhos, vou caminhar com ele, mas no sentido de unir a posição, caso outro nome venha pro PCdoB, como têm pessoas que são convidadas para o partido, nós discutiremos o nome dentro do partido e discutiremos com todos da oposição, o nome pode ser qualquer um dos que estão discutindo essa possibilidade, mas o mais importante no momento não é o nome do candidato é a unidade da oposição”, assegura Vanderlin.

O edil afirma que o desejo do prefeito Winson Cota (PMDB), em ver a oposição rachada não vai se concretizar. “A unidade vai permanecer, nosso trabalho é esse, o medo dele é que com a oposição unida ele sabe que será derrotado, ele alimenta a esperança que lancemos vários candidatos, pois dentro da oposição fragmentada ele pensa que poder ter algum sucesso na eleição, mas isso ele pode ter certeza que não vai acontecer, nós sairemos unidos”.

Sobre até quanto mais ou menos a população vai tomar conhecimento de quem será mesmo o candidato da oposição, Vanderlin disse que sua intenção é que o nome saia o mais breve possível. “Se depender de minha vontade o nome sai agora até meados de março, nós já decidiremos o nome, mas não depende só de mim, depende dos outros companheiros e nós estamos discutindo, estamos nos reunindo constantemente e discutindo os critérios e qual vai ser o melhor nome no momento para representar a oposição nessa batalha”, finaliza.