Acidente e muitas reclamações marcam eleição para conselheiro tutelar em Petrolina

Um domingo bastante movimentado em Petrolina. Assim foi o dia de ontem quanto muitos eleitores foram às urnas votar nos novos conselheiros tutelares que irão atuar entre 2020-2024. No total foram 58 candidatos concorrendo a uma das 10 vagas do Conselheiro Tutelar.

Logo no início do dia muitas já eram as reclamações dos eleitores que denunciaram a falta de assinaturas em cédulas, atraso na liberação da lista de eleitores de determinadas localidades, transferência de locais de votação, poucos locais de votação e até desrespeito às normas das eleições por parte de políticos como foi o caso do deputado Gonzaga Patriota que compartilhou áudio pedindo votos, prática proibida.

Populares questionaram nas redes sociais por que a votação no bairro João de Deus aconteceu na escola Luiz de Castro e não na escola Jesuíno, que segundo alguns comentários facilitaria ainda mais a votação. “Cadê a comissão do Conselho Tutelar, estão fazendo o que mesmo? Isso é um descaso com as pessoas”, comentou o líder comunitário Milton Macedo.

No N-10, PSNC, de acordo com um popular, muitos votos foram cancelados. no Centro da cidade eleitores afirmaram que as cédulas estavam sem assinatura. Uma delas foi assinada pelos organizadores do pleito na frente de um eleitor, que por ser advogado questionou a validade do voto. Houve também a indignação de alguns moradores do Loteamento Recife que foram ao bairro Vila Marcela votar, mas tiveram que voltar devido a lista dos votantes ter chegado com quase duas horas depois da abertura das urnas.

Em nota a Prefeitura de Petrolina afirmou que não participa da organização da eleição para conselheiro tutelar, esse é um papel exclusivo da comissão eleitoral e orienta as pessoas que perceberam as irregularidades para que denunciem ao Ministério Público munidos com as devidas provas.

Acidente:

Um acidente automobilístico envolvendo um dos candidatos a conselheiro tutelar de Petrolina foi registrado na tarde deste domingo (6).  Felizmente, Gabriel Bandeira e os demais ocupantes do veículo tiveram apenas ferimentos leves, apesar que o  carro, Chevrolet Prisma Sedan, cor preta, ficou bastante destruído.

Moradores do bairro Piranga II reclamam de transtornos causados por obra de construção de praças

(Foto: Arquivo/ Moradores do bairro Piranga II)

Por e-mail, moradores do bairro Piranga II em Juazeiro (BA), enviaram uma reclamação sobre os transtornos enfrentados diariamente pela comunidade, desde que foram iniciadas as obras de construção de duas praças na localidade. De acordo com o relato, a Ordem de Serviço para início das obras foi assinada em novembro do ano passado, mas atualmente, os trabalhos de construção da praça localizada em frente a igreja São Clemente Maria estão parados.

“[…] O que era para ser motivo de alegria está se tornando um transtorno. As obras da Praça da Igreja estão paradas, os entulhos foram jogados ao lado da igreja pela empresa responsável pela obra […]”, diz o texto.

LEIA MAIS

Morador da Cohab VI reclama de esgoto entupido há mais de dois meses

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Um morador da Cohab VI em Petrolina (PE), entrou em contato com nossa equipe de reportagem, via WhatsApp, para denunciar o entupimento de um esgoto que tem causado transtornos para a população da comunidade.

Segundo o morador, o esgoto localizado na Rua 78, está entupido há mais de dois meses. Ainda de acordo com ele, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) já foi acionada várias vezes para resolver o problema, mas até o momento nada foi feito.

A equipe de produção do Blog Waldiney Passos entrou em contato com a Compesa para saber quais providências serão tomadas diante da reclamação, e quando o esgoto será desobstruído. Segundo a Assessoria de Comunicação da Companhia, o problema deve ser resolvido até amanhã (8).

Morador do Alto da Aliança reclama de lixo acumulado e cobra limpeza do local 

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Um morador do bairro Alto da Aliança em Juazeiro (BA), entrou em contato com o Blog Waldiney Passos, através do WhatsApp para denunciar o descarte indevido de lixo na Travessa Bento Gonçalves.

Segundo o morador, o lixo foi descartado em uma calçada, e tem incomodado muito a população, preocupada com a proliferação de insetos, ratos e mau cheiro. Ainda de acordo com o morador, “o pessoal da prefeitura não faz nada”, para resolver o problema.

A equipe de produção do blog entrou em contato com a Secretaria de Serviços Públicos (SESP) para saber quais providências serão tomadas diante da reclamação, e quando será feita a limpeza do local. Até o momento, a SESP não se pronunciou sobre o caso.

Moradores de Lagoa Grande reclamam de rodízio de abastecimento de água feito pela Compesa

(Foto: Ilustração)

Através do WhatsApp, moradores do município de Lagoa Grande (PE) entraram em contato com o Blog Waldiney Passos, para reclamar sobre o descumprimento do rodízio de abastecimento de água feito pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).

Segundo informações dos moradores, em dezembro do ano passado, a Compesa passou a abastecer alguns bairros da cidade seguindo um esquema de rodízio: quatro dias sem água, e dois dias com água. O problema é que de acordo com os moradores, desde o Natal, a Compesa não está seguindo o calendário, e a população tem ficado sem água durante uma quantidade maior de dias do que a estipulada pelo calendário.

LEIA MAIS

Esgoto a céu aberto tira sossego de moradores do bairro Jardim Petrópolis

Há aproximadamente seis meses, moradores do bairro Jardim Petrópolis em Petrolina (PE) vivem em meio ao caos, por causa de problemas no saneamento da comunidade. Na Rua 25, a lagoa de esgoto tomou conta da área, e moradores foram obrigados a saírem de suas casas, por que a sujeira invadiu as residências.

Segundo Douglas José de Souza, morador do bairro, o esgoto que transbordou, é resultado do entupimento da rede coletora do saneamento.“Na realidade, o saneamento do Jardim Petrópolis é um saneamento que não foi concluído, e os moradores ligaram os PVs, ligaram as redes das casas, e o saneamento não tem saída e congestiona”, disse.

Ainda de acordo com Douglas, em outras ocasiões, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), responsável pelo serviço, atendia o chamado da comunidade e realizava procedimentos paliativos para conter o esgoto, mas ultimamente nem isso tem sido feito. “A Compesa fazia os paliativos, mas até hoje estamos pedindo e ela não está afim de fazer isso, e nós precisamos que ela venha”, afirma o morador.

Nossa produção entrou em contato com a Compesa para saber o motivo pelo qual a comunidade não foi atendida, e quais providências serão tomadas para resolver o problema. Segundo a Compesa, o bairro Jardim Petrópolis não é atendido pela Companhia, e a responsabilidade é da prefeitura. Até o momento não obtivemos reposta da gestão municipal.

Anatel registra queda nas reclamações contra empresas de telecomunicação

Em outubro de 2017, na telefonia móvel pós-paga o maior conjunto de queixas foi relativo à cobrança (49,2%), seguido por ofertas e promoções (9,6%), e qualidade, funcionamento e reparo (9,2%). (Foto: Internet)

Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou que o  número de reclamações feitas em outubro caiu 5,7% na comparação com o mesmo mês de 2016. No mês passado, foram registradas 277,6 mil reclamações de usuários contra prestadoras dos serviços de banda larga fixa, telefonia móvel, telefonia fixa e de TV por Assinatura, uma redução de 16,9 mil queixas (-5,7%).

A telefonia móvel apresentou redução de 16,8 mil reclamações (-11,3%), seguida da telefonia fixa com menos 2,4 mil queixas e TV por Assinatura com diminuição de 200 reclamações (-0,7%). O único serviço de telecomunicações que apresentou crescimento nas reclamações dos usuários foi o de banda larga fixa, aumento de 2 mil reclamações (+4,8%).

Na telefonia móvel e na telefonia fixa todos os grupos acompanhados individualmente pela Anatel apresentaram redução nas reclamações em outubro, quando comparado com outubro de 2016. Na telefonia móvel, a Vivo apresentou queda de 9,6 mil queixas (-24,7%), a Claro redução de 2,4 mil (-8,4%), a Tim menos 2 mil (-3,9%) e a Oi diminuição de 900 reclamações (0,9%).

Na telefonia fixa, a Vivo também apresentou destaque na redução do volume de queixas com 1,6 mil reclamações (-8,1%), seguida da Oi, com menos 800 queixas (-2,1%), e da NET com menos 400 reclamações (-4,1%).

Na TV por Assinatura, nos grupos acompanhados individualmente pela Anatel, apenas a Oi, com menos 700 reclamações (-15,4%), apresentou redução em outubro quando comparado com o mesmo mês do ano passado.

Com informações da Folha de Pernambuco

Usuários da CNH Popular com problemas para realizar aulas devem procurar Ciretran para abrir processo de reclamação

De acordo com usuários, autoescolas estariam dificultando acesso às aulas.(Foto: Arquivo)

Após diversas reclamações de usuários contemplados no programa CNH popular – que emite a Carteira Nacional de Habilitação gratuitamente – sobre a dificuldade em começar as aulas nas autoescolas de Petrolina (PE), o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran/PE) emitiu nota de esclarecimento.

Segundo o Detran/PE, aqueles que estiverem com problemas em realizar as aulas devem procurar a Circunscrição Regional de Trânsito, conhecida como (Ciretran) na cidade para abrir requerimento de reclamação.

Confira a nota

A assessoria de imprensa do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – DETRAN-PE informa que os usuários contemplados pelo Programa CNH Popular, no município de Petrolina, e que estiverem tendo problemas em realizar suas aulas nos Centros de Formação de Condutores – CFCs credenciados, deve se direcionar até a Ciretran para abrir um requerimento com a reclamação ao DETRAN-PE, que irá encaminhar ao setor responsável para investigar e instalar, caso necessário, um processo administrativo contra o CFC que se negar prestar o serviço”.

Projeto de Lei que regula atuação de Barraqueiros no São João é aprovado, mas não agrada categoria

(Foto: Blog Waldiney Passos)

O Projeto de Lei nº 043/2017, que regula a situação dos barraqueiros no São João de Petrolina, garantindo a maior parte das vagas para os trabalhadores da cidade, foi aprovado durante a sessão ordinária dessa quinta-feira (18) na Câmara de Vereadores. O projeto foi aprovado por 19 a 0.

No entanto, nem tudo são flores. Os barraqueiros não se agradaram totalmente com o texto aprovado, pois, ao menos no São João do José e Maria, eles só terão direito a 10% de comissão dos valores arrecadados com as vendas. O restante do lucro ficará com uma empresa que terceirizará o serviço. De acordo com Maria Salomé da Silva, presidente da Associação de Barraqueiros de Petrolina, dessa forma os barraqueiros estariam pagando para trabalhar.

(Foto: Blog Waldiney Passos)

“No José e Maria, na parte de dentro do espaço, estão dando prioridade aos barraqueiros do bairro. Mas são terceirizados e comissionados a 10%. Do lado de fora os espaços estão sendo comercializados para o ambulante. Sobre o lucro, foi uma falha nossa no projeto porque nunca aconteceu em Petrolina uma festa pública ser terceirizada. Essa foi a primeira vez que aconteceu. Nós não vamos aceitar essa situação, porque o projeto está beneficiando os moradores de Petrolina, mas não somos obrigados a trabalhar por 10%, comissionado. Nós estaríamos pagando para trabalhar”.

A Central Única dos Bairros de Petrolina (Cubape) também foi alvo dos barraqueiros. Segundo Salomé, a categoria foi praticamente obrigada a aceitar a situação, pois deveria ser pago um valor de R$ 38 mil, dividido entre 10 barraqueiros, para que o serviço no São João do José e Maria não fosse terceirizado, o que sairia muito caro. Esse valor seria para montar a estrutura da festa. Agora apenas 10% do lucro das vendas dos barraqueiros ficará com eles e o restante será da empresa terceirizada.

“Houve essa cobrança de R$ 38 mil da Cubape. Segundo Pedro Caldas, esse era o valor da estrutura de palco, som e iluminação. A Cubape cobrou R$ 38 mil caso o São João do José e Maria não fosse terceirizado. Qual é o presente que no patamar de três dias tem R$ 38 mil no bolso para vender para o barraqueiro? Nenhum”, reclamou Salomé.

Petrolina: Funcionárias do Nova Semente reclamam de atraso de salários

(Foto: Internet)

As funcionárias do programa educacional infantil ‘Nova Semente’ estão preocupadas com o atraso no pagamento dos seus salários referente a abril. De acordo com algumas sementeiras, até essa quarta-feira (10), os valores ainda não havia sido pagos e ninguém havia repassado qualquer informação sobre a data de pagamento.

“Até hoje (quarta-feira) a gente não recebeu nenhum real. Como é que vamos pagar nossas contas sem receber nossos salários?”, reclamou uma funcionária do programa que preferiu não se identificar.

O Blog Waldiney Passos aguarda resposta da secretaria responsável para esclarecimento sobre os atrasos.

Moradores da Cohab 6 reclamam de buracos na entrada do bairro

(Foto: WhatsApp)

Os moradores da Cohab 6, em Petrolina (PE), estão reclamando da quantidade de buracos em uma das entradas do bairro.

Segundo a população do local, o problema é antigo e a via nunca passou por uma manutenção sequer.

“É horrível! Logo na entrada do seu bairro ter uma buraqueira dessas. Acaba com carro. É desviando de um buraco e caindo em outro”, disse José Henrique, morador do bairro.

Anatel recebeu 3,9 milhões de reclamações no ano passado

(Foto: Internet)

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) recebeu, no ano passado, 3,91 milhões de reclamações de consumidores nos seus canais atendimento, como call center ou internet. O serviço de telefonia móvel foi o mais reclamado, com 47% do total. Os serviços de telefonia fixa receberam queixas de 24,1% dos consumidores, sendo 14,9% delas sobre o serviço de banda larga fixa e 13,1% sobre a TV por assinatura.

O maior problema apontado pelos usuários foi o de cobrança indevida, que representou 32,8% do total, seguido por reclamações sobre a qualidade dos serviços, funcionamento e reparos. O número de queixas registradas no ano passado foi menor do que as recebidas em 2015, quando foram feitas 4,08 milhões de queixas à agência reguladora.

LEIA MAIS

Comunidade, Codevasf e SAAE se unem em defesa do Rio Salitre

(Foto: ASCOM)

Solo fértil e água em abundancia transformaram o Vale do Salitre, anos atrás, no principal abastecedor de frutas e verduras de Juazeiro (BA). A falta de cuidados, o uso indiscriminado da água e a proliferação de algarobas acabaram por deixar o rio praticamente sem água.

“É triste ver hoje nosso rio nessa situação.  Lugares que antes tomávamos banho com até três metros de profundidade, hoje não existe nem 20 centímetros de água. Tudo isso é lamentável.  Antes os próprios moradores cuidavam da limpeza do rio, mas a quantidade de óleo despejado, o uso irracional e a proliferação das algarobas estão acabando com o rio”, revela o agricultor  Manoel Antonio Junior.

LEIA MAIS

Após reclamações da imprensa sobre local de trabalho na Câmara Municipal, vereador Gabriel Menezes se compromete a buscar melhorias

Jornalistas e radialistas se espremem para poder trabalhar na Câmara de Vereadores. (Foto: Blog Waldiney Passos)

A sala de impressa da Casa Plínio Amorim tem sido alvo de críticas dos jornalistas e radialistas que precisam trabalhar no local. Os comunicadores de Petrolina estão insatisfeitos com a infraestrutura do lugar. Além do espaço não comportar toda a imprensa municipal, faltam até cadeiras para a categoria.

Nesta terça-feira (7), durante a sessão na Câmara de Vereadores de Petrolina, o vereador Gabriel Menezes, que também é radialista, foi questionado sobre a situação. O parlamentar se comprometeu a melhorar o lugar e afirmou que vai buscar as respostas do Presidente da Câmara, Osório Siqueira, sobre o problema.

(Foto: blog Waldiney Passos)

“É possível comprovar in loco, a sala está realmente apertada, são muitos blogs, muitas rádios, TV. Muitos profissionais precisam da estrutura para trabalhar e desempenhar bem o seu papel de levar a informação até a população, já que muita gente não tem o habito de vir. Vamos cobrar sempre à presidência, porque aqui tem espaço físico sim de até mesmo dobrar o tamanho da sala. É o compromisso que temos, tanto com a imprensa, quanto com a população”, afirmou o vereador.

Após recapeamento, Av. Honorato Viana fica sem faixa e pedestres reclamam

Ciclista tem dificuldade em atravessar a via. (Foto: Desconhecido)

As pessoas que transitam pela Av. Honorato Viana, em frente à feira da Cohab Massangano, em Petrolina, têm feito reclamações sobre a falta de uma faixa de pedestres no local. De acordo com as reclamações feita a esse blog, a população tem dificuldade em atravessar a avenida, que tem um alto fluxo de veículos diariamente.

Alguns pedestres avisaram que por pouco não presenciaram um atropelamento nessa semana. “Não tem sinalização nenhuma. A mulher foi atravessar e quase foi atropelada por uma moto. A gente tem que atravessar correndo para não ser atropelado”, disse uma das reclamantes, que preferiu não se identificar.

12