Trabalhadores dos Correios de Pernambuco aceitam proposta e descartam greve

correios petrolina

Pernambuco conta atualmente com cerca de 3,8 mil trabalhadores nos Correios. (Foto: Internet)

Os funcionários da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) em Pernambuco decidiram em assembleia realizada na noite desta quarta-feira aprovar a proposta de reajuste salarial da empresa. Desta forma, a greve por tempo indeterminado foi descartada. O indicativo de paralisação tinha sido aprovado pela categoria no último dia 6. A proposta aprovada é de um aumento de 8,74% sobre os benefícios e de 9% sobre o salário.

“Os 9% de reajuste serão feitos em duas partes, sendo 6% neste mês e os outros 3% em fevereiro de 2017”, explicou Rinaldo Nascimento, secretário geral do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios em Pernambuco (Sintect-PE). Os trabalhadores também conseguiram a incorporação de gratificações no valor de R$ 150 sobre o salário. No início das negociações, a categoria exigia 15% de reajuste salarial.

Pernambuco conta atualmente com cerca de 3,8 mil trabalhadores nos Correios. Segundo Eliomar Moreira, secretário de Imprensa do sindicato, empregados de outros 21 estados também já teriam aprovado a proposta da ECT nesta quarta. Já os trabalhadores de Minas Gerais, Piauí e Sergipe votam pela greve por tempo indeterminado.

Em nota, os Correios declararam que, desde o início de agosto, estiveram com as representações dos trabalhadores pautando negociações para fechar um acordo coletivo que contemplasse os interesses dos empregados e da empresa. Segundo a empresa, a proposta teria “sido construída com muito esforço, empenho e diálogo”, e caso as assembleias votassem pela aprovação – o que acabou acontecendo – o acordo seria assinado nesta quinta e os valores dos reajustes seriam pagos ainda este mês.

Fonte Diário de Pernambuco

Deixe uma resposta