Trabalho remoto de servidores federais resultou na economia de R$ 1 bilhão

O trabalho remoto dos servidores federais, durante a pandemia da covid-19, resultou na economia de R$ 1 bilhão aos cofres públicos entre os meses de abril e agosto. De acordo com a CNN Brasil, o valor representa redução de R$ 859 milhões nos gastos de custeio e a diminuição de R$ 161 milhões nos pagamentos de auxílios aos servidores.

Com o trabalho remoto, não há pagamento de auxílios, apenas o salário aos servidores. Os dados foram repassados pelo Ministério da Economia e fazem um comparativo ao mesmo período de 2019. Ainda segundo o balanço do Ministério, o governo federal conseguiu economizar R$ 471 milhões somente com diárias, passagens e despesas com locomoção.

Já o custo a conta de luz ficou R$ 255 milhões menor. No que tange ao serviço de água e esgoto, houve redução de R$ 32 milhões. “O trabalho remoto veio para ficar. A pandemia mostrou que temos ferramentas tecnológicas que permitem que uma parte do serviço público possa ser feita de qualquer lugar. A gente acredita que mesmo voltando a normalidade, uma parte vai poder continuar sendo feita a distância, sem prejudicar o serviço para o cidadão”, disse o Secretário de Gestão do Ministério da Economia, Cristiano Heckert.

Deixe uma resposta