Vereador acusa prefeito de Casa Nova de usar recursos dos precatórios da educação indevidamente

Wilson Cota

O prefeito de Casa Nova-BA, Wilson Cota (PMDB), está sendo denunciado pelo vereador João Honorato (PP) de utilizar indevidamente os R$ 92,4 milhões, referente aos Precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF), destinados a educação do município o que segundo o edil configura crime de improbidade administrativa.

“Só em máquinas de estrada, o prefeito pagou em dezembro, 2,5 milhões desses recursos. Ele pegou da conta livre, jogou na conta do royalties e pagou essas máquinas. Ele pagou 316 mil em processos para uma empresa de comunicação da região, aqui do Vale. Pagou 427 mil de combustível de diversas secretarias, como a de obras, saúde, esporte e lazer. Então há um desvio de finalidade enorme. Só em dezembro são mais de 20 milhões de reais” afirmou Honorato.

Juntamente com outros vereadores da oposição João Honorato esteve no Ministério Público Federal e no Tribunal de Contas dos Municípios, onde teve acesso a uma consulta feita pelo município de Cipó, questionando como esses recursos deveriam ser aplicados “e tudo leva a crer que Casa Nova está cometendo um crime de improbidade”, afirmou.

João Honorato disse ainda que Cota está usando os recursos que são da educação indevidamente para consertar erros de sua gestão e que essa prática vai comprometer as próximas gestões. “Por que quando o TCM chegar no final de 2016 e for analisar as contas de 2015 e chegar no final de 2017 e olhar as contas de 2016, com certeza vai mandar que o futuro gestor devolva esses recursos para a educação e Casa Nova não receberá mais R$ 92 milhões como recebeu em 2015″.

Em Casa Nova fazem parte da bancada de oposição ao Prefeito, os vereadores João Honorato(PP), Wanderlin (PC do B),Paulo Sérgio (PROS),Gilmar (PT ), Aldo (PROS) e Leonardo (PSD).

Deixe uma resposta