Vereador Betão entra no circuito e responde Edinaldo Lima

Com o título “As mentiras que insistem em continuar contando a uma cidade pessimamente administrada”, o vereador Adalberto Filho (Betão) responde ao colega Edinaldo Lima, que em artigo fez duras críticas ao deputado Miguel Coelho e ao senador Fernando Bezerra Coelho.

Confira a íntegra do texto de Betão:

A verdade incomoda muito quem não tem transparência e costume de prestar contas. Bastou ser confrontado pela dura realidade sobre a péssima gestão e o balcão de negócios que virou a Prefeitura de Petrolina, para o prefeito Júlio Lóssio escalar seu ex-secretário Edinaldo Lima na tentativa de justificar o injustificável. Logo ele, que usurpa o programa Minha Casa Minha Vida do Governo federal e vende como obra da prefeitura e se aproveita disso como sendo o pai da habitação?

Prefeito, antes de mais nada, é o senhor quem deve esclarecer porque não cumpre o que promete, porque não consegue administrar o patrimônio da cidade e resolve colocar tudo à venda sem uma necessária discussão com o povo. O senhor é que tem a obrigação de fornecer uma justificativa para ter cedido o terreno do antigo Colégio Motiva para a construção de um call center e até agora a gente não ter visto nem um tijolo. Cadê os dois shoppings que foram prometidos? Explique ainda para que vender nosso estádio, o matadouro, o Ceape sem existir qualquer projeto concreto que justifique essa negociata toda.

Infelizmente, esclarecer não é o hábito do grupo que controla a prefeitura atualmente. E não sou eu que estou inventando, foi o Tribunal de Contas do Estado que, recentemente, classificou a gestão do prefeito Júlio Lóssio como uma das menos transparentes de Pernambuco. E quando alguém questiona é sempre a mesma história. Desqualificar e tirar o foco do debate para não explicar sua péssima administração. Uma gestão que ao sinal de qualquer dificuldade precisa vender o patrimônio público para não ter o trabalho de encontrar uma solução. Uma administração que já teve as contas rejeitadas pelo TCE e que está sob a mira da Polícia Federal pelo escândalo dos contratos do São João.

É lamentável ver o ex-secretário de Habitação sair atirando no senador Fernando Bezerra e não dizer uma só palavra sobre os mais de 2 mil títulos de posse das famílias que aguardam há anos uma promessa de véspera de campanha. Não vale à pena para ele. Melhor desviar o assunto e atacar o senador. Eu quero ver se quando essas famílias vierem para a audiência pública protestar sobre regularização fundiária, se o novato vereador Edinaldo Lima vai falar de Fernando Bezerra. Será que ele vai falar do senador para o Ministério Público, que cobrou o prefeito sobre esses títulos e mandou para Câmara uma recomendação de não votar nada relativo à regularização fundiária antes do prefeito cumprir sua promessa?

O ex-secretário gosta mesmo é de querer maquiar a realidade. Ele que diz conhecer cada canto dessa cidade, prefere vender uma imagem de mundo da fantasia. Porque se ele conhece cada esquina de Petrolina, deve estar muito míope. Procure um oftalmologista, pode até ser o prefeito Júlio Lóssio, já que ele deve ser melhor médico do que gestor. Não é possível que o senhor não esteja vendo tanto buraco, esse trânsito caótico, as AMES sem funcionar, a falta de medicamentos. Enfim, a completa ausência de administração pública. E se estou falando alguma inverdade que o vereador pergunte à população.

O deputado Miguel Coelho está mais que certo em afirmar que Prefeitura colocou a cidade à venda. Não só está correto, como tem a obrigação, afinal é representante eleito pelo povo para isso. E posso reforçar o que ele diz com tranquilidade porque eu sou tão vereador quanto o ex-secretário Edinaldo Lima e recebi diversos projetos para cessão, venda, doação entre outras modalidades de entrega. E agora chega mais esse pacote de transferência do patrimônio público para outros.

Para terminar, o prefeito e o ex-secretário de Habitação podem ficar tranquilos. O tempo e a justiça vão mostrar mais uma vez que não existiu nada que desabone o senador. Na verdade, o que existe é gratidão do povo de Petrolina pelo compromisso e trabalho pela nossa cidade, tanto é assim que na última eleição garantiu uma votação consagradora ao senador. Até porque ao contrário do que ocorre hoje, na época de Fernando Bezerra, o que se prometia era cumprido e se algum terreno era doado tinha justificativa. Está aí a Univasf, que forma milhares de estudantes, para comprovar. Deixem o senador cumprir o papel dele. Em vez de tentar desqualificar quem tem compromisso, prestem contas e, principalmente, cuidem de nossa cidade.

Adalberto Bruno Fillho – Vereador

Um Comentário

  • SempreAtento

    1 de março de 2016 at 20:56

    O que quer isto,deixa disto, promete e faz! só uma obra pro vereador relembrar do seu chefe maior,onde foi parar o money e a construção do teatro municipal em frente ao hospital de traumas,o senhor sabe ?pois eu e Petrolina até hoje não sabemos.

    Responder

Deixe uma resposta