Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Vereador Ronaldo Souza usa a tribuna na sessão desta terça-feira para mandar recado a Secretário

Vereador Ronaldo Cancão. (Foto: Blog Waldiney Passos)

“Eu não admito e não posso permitir que nenhum secretário venha destratar ou falar mal de mim ou de qualquer vereador da bancada. Até porque eu não sou vagabundo”, disparou o vereador Ronaldo Cancão (PTB), em seu discurso na tribuna da Câmara de Vereadores de Petrolina (PE), durante a sessão desta terça-feira (20), a primeira depois do recesso de Carnaval.

O vereador não quis citar nomes, mas nos bastidores comenta-se que o recado foi direcionado ao Secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário, José Batista da Gama.

Segundos informações, Zé Batista teria citado os nomes dos vereadores Ronaldo Cancão e Gaturiano Cigano (PRP), durante uma reunião realizada em uma comunidade rural de Petrolina, no último domingo (18). Gaturiano, não quis gravar entrevista, mas confirmou que soube que foi criticado pelo o secretário nessa reunião.

O secretário e os dois vereadores vem trocando acusações desde o início do mês de fevereiro, quando os vereadores cobraram de Zé Batista o patrolamento de estradas, indicadas por eles, no interior do município.

“Anteriormente nós fomos tratados de incompetentes, fomos tratados de que a gente tinha moral para fazer avaliação de nenhum secretário, que a gente tinha obrigação de visitar os secretários. Eu não tenho obrigação de visitar nenhum secretário”, disse Ronaldo.

“Eu sou governo e quero meu espaço e quem vai dizer qual o meu espaço não o secretário. Quem vai dizer qual é o meu espaço é a governabilidade”, garantiu o vereador.

Ronaldo Cancão encerrou dizendo, que agora a situação será tratada pessoalmente pelo o prefeito Miguel Coelho.

“O que eu não posso e não vou tolerar e tá uma sequencia de agressões a vereadores, principalmente de forma covarde, na ausência, aonde a gente em lugar nenhum cita os nomes dos secretários. Pelo contrário, a maioria dos secretários eu sempre procurei ajudar nas minhas reuniões e nas participações. Então eu não vou tolerar”, concluiu.

Deixe uma resposta