Prefeitura de Juazeiro responde leitora sobre problemas do Alto do Alencar e canal Malhada

Nessa quinta-feira (07), nosso blog publicou uma reclamação de moradores do bairro Alto do Alencar, em Juazeiro (BA). De acordo com uma leitora, a rua Belo Jardim, antiga rua Santo Antônio, e a avenida Machado de Assis sofrem com buracos, lixos e escuridão.

Outro problema apresentado na denúncia é o canal que passa próximo a rodoviária e corta os bairros Alto do Alencar e Alto do Cruzeiro, conhecido como Canal Malhada. Segundo a moradora, a maior parte do ano fica cheio de lixo causando a proliferação de mosquitos e muriçocas.

LEIA MAIS

Leitor registra descaso na Maternidade de Juazeiro, Prefeitura afirma que hospital está superlotado

(Foto: Reprodução)

Grávidas aguardando sentadas na recepção do Hospital Materno Infantil, em Juazeiro durante a madrugada. Essa é a realidade das pacientes que precisam ser atendidas na cidade vizinha e a situação tem provocado revolta da acompanhantes e familiares das gestantes.

Um leitor que preferiu permanecer anônimo enviou um desabafo ao nosso Blog, onde relata uma situação ocorrida nessa semana na maternidade. Ele estava acompanhando uma amiga gestante e se deparou com várias grávidas em trabalho de parto, sem poder dar a luz por falta de leito.

Descaso

“É uma covardia, sem um leito para poder ter seu filho com dignidade e respeito. Só levam a gestante para um quarto quando ela já sofreu bastante”, relembra o leitor.

Ainda segundo a denúncia, a mulher grávida que ele acompanhava entrou em trabalho de parto, porém não havia um profissional para atendê-la. “Pior ainda foi quando percebi que ela estava começando a dar a luz em um quarto sozinha, sai correndo atrás de um médico e não tinha ninguém no posto médico”, afirma.

Outro lado

Por meio de uma nota, a Secretaria de Saúde (SESAU) de Juazeiro informou que o Hospital Materno Infantil está superlotado e na última segunda-feira (2), foi solicitado a não regulação de pacientes para a maternidade. Em relação ao atendimento, a SESAU afirma que as pacientes são avaliadas pelos médicos e equipes do hospital.

A nota lembra ainda que o Hospital Materno Infantil realizou 1.350 partos nos três primeiros meses do ano e é a única unidade de baixo risco da região. Confira a seguir a íntegra da nota:

NOTA SESAU

A Secretaria Municipal da Saúde informa que o Hospital Materno infantil encontra-se superlotado, assim como os demais hospitais da região e do Brasil. Na noite da última segunda-feira, 02 a direção da unidade solicitou À Central de Regulação Interestadual de Leitos (CRIL) a não regulação de pacientes para a maternidade municipal. Durante o plantão noturno foi fechado o plantão para regulação sem condições de receber as pacientes, mesmo assim os municípios que fazem parte da Rede PE-BA continuam enviando as gestantes para Juazeiro.

Na chegada à maternidade as pacientes são informadas sobre a superlotação e que não há leitos disponíveis para acolhê-las, mesmo assim o município realiza o atendimento e as mesmas ficam aguardando a liberação dos leitos para serem acomodadas com mais conforto. Todas as pacientes são avaliadas pelos médicos, os exames são realizados, as gestantes são assistidas pelas equipes. De janeiro a março foi realizado mais de 1.350 partos, uma média de 450 partos por mês, a maternidade de Juazeiro é a única de baixo risco na região e não existe outra unidade que possa atender essas gestantes.

Denúncia: após descaso do Dom Malan, gestante perde bebê e está em estado grave; Criança que faleceu sumiu

(Foto: arquivo)

Um homem fez uma denúncia, na manhã desta quarta-feira (9), no programa ‘Super Manhã’, com Waldiney Passos, na rádio Jornal, sobre o descaso do Hospital Dom Malan Imip. Pedro Portugal, que reside no bairro Henrique Leite, em Petrolina (PE), afirmou que seu sobrinho recém-nascido foi vítima do mal atendimento da unidade hospitalar.

De acordo com Pedro, sua cunhada estava grávida de gêmeos, fez o pré-natal e foi constatado que as crianças estavam em ótimo estado. Contudo, segundo Pedro, na tentativa do hospital de induzir o parto normal, a gestante teve complicações e um dos bebês nasceu sem vida. A outra criança está na UTI e a mãe se encontra em estado grave.

(Foto: Waldiney Passos)

“A saúde de Petrolina é uma vergonha e , infelizmente, a vítima do descaso foi um sobrinho meu. Minha cunhada vinha grávida de gêmeos, deu entrada no último sábado, quando ficou internada. Tiraram a ultrassom no domingo, viram que as crianças tinham quase 4kg cada uma. Tudo normal! Mas, por tentar induzir o parto normal, houve essa fatalidade. Inclusive, na semana retrasada um amigo meu estava na mesma situação e tirou a gestante para levar para Juazeiro. O prefeito tem que acordar. Essa saúde de Petrolina está uma calamidade”, criticou Pedro.

Para piorar a situação, Pedro afirmou que o hospital não dá informações sobre a criança que nasceu sem vida. “Ninguém sabe onde está esse bebê, ninguém explica nada. A criança sumiu”, afirmou.

Ao invés de terem salários reajustados, PM’s do Espírito Santo serão multados pelo TJ por paralisação

(Foto: Internet)

As associações dos Policiais Militares do Espírito Santo vão ser multadas em R$ 100 mil, de acordo com uma decisão Tribunal de Justiça do Espírito Santo, que considerou a paralisação da classe ilegal. A categoria não têm reajuste salarial há sete anos, segundo o cabo Thiago Bicalho, do 7º Batalhão da Polícia Militar do Estado.

A Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar do Estado do Espírito Santo (ACS) informou que já entrou com recurso para derrubar a liminar e que as associações não lideram as manifestações. Segundo o diretor Social e de Relações Públicas da ACS, Thiago Bicalho, o movimento de mulheres foi espontâneo e as associação estão colaborando apenas na interlocução com o governo do estado.

“Temos um impasse. Se temos algum responsável por essa situação caótica é a insensibilidade do governo em não negociar”, disse, explicando que o governo informou que só vai negociar quando os familiares liberarem os batalhões.

LEIA MAIS

Moradores do Parque Massangano reclamam da falta de energia e descaso da Celpe

O impacto no bolso dos clientes se dará a partir do dia 29 de abril, quando a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) estará autorizada a aplicar o incremento/Foto: Paulo Almeida

Moradores do bairro Parque Massangano em Petrolina, reclamam da falta de energia desde ontem às 23:30 e do descaso da Celpe.

Segundo relatos de moradores, desde o momento que ficaram sem o fornecimento de energia, tentam contato com a companhia para saber as razões da interrupção do serviço e previsão de quando será restabelecido e se quer, têm suas chamadas telefônicas atendidas o que tem causado muita indignação por parte dos usuários.

A redação do blog Waldiney Passos tentou contato com a Celpe também sem êxito.

Leitor denuncia descaso na PE 635 que liga as cidades de Afrânio e Dormentes

PE 635

Descaso total na PE 635

A falta de ações por parte do governador Paulo Câmara (PSB), no sertão do Estado, também é constatada em algumas estradas que cortam a região, como é o caso da PE 635, que liga os municípios de Afrânio e Dormentes.

PE 635 - 02

Indignado com o descaso um leitor nos enviou algumas fotos denunciando o estado em que a rodovia se encontra, completamente esburacada, colocando em risco ainda mais a vida de quem por ali trafega.

PE 635 - 01

“Que Deus nos dê mais paciência pra passar nesta estrada”, comenta o leitor

 

Vereador Osório Siqueira vai custear tapa buracos na BR 235 do próprio bolso

BR 235 - Casa Nova

Foto: Waldiney Passos

Semana passada este Blog denunciou o descaso em que se encontra o trecho que vai do Aeroporto de Petrolina até a divisa com Estado da Bahia no município de Casa Nova, totalmente esburacado colocando em risco a vida de quem por ali trafega. Apesar da postagem das fotos e da cobrança nem o DNIT, nem o DER se pronunciaram, aliás o que se sabe é que estes órgãos não têm dinheiro para custear sequer uma operação tapa buracos nesta rodovia.

oie_lXlDY2ZQDxGo (1)

Inconformado com a situação e percebendo que a qualquer momento um acidente grave pode acontecer naquela via devido aos veículos que desviam em alta velocidade dos buracos, o presidente da Câmara Municipal de Petrolina, vereador Osório Siqueira (PSB), resolveu arcar do próprio bolso com o tapa buracos, que será realizado com cimento e não asfalto, um paliativo, mas que merece o aplauso da população pela iniciativa do parlamentar.

De acordo com o edil “esse não é o papel do vereador, mas diante da situação não poderia ficar de braços cruzados já que o custo da obra não passa de R$ 5 mil”.

 

Descaso, esgoto a céu aberto e água estagnada, a triste realidade da avenida dos Tropeiros

Av dos tropeiros

Pagar impostos é uma obrigação dos cidadãos, reverter estes impostos em forma de trabalho à sociedade deveria ser a contrapartida dos gestores. infelizmente não é isso que acontece nas cidades brasileiras. Por mais que o cidadão faça a sua parte ele é penalizado de alguma forma. Essas fotos enviadas a nossa redação por um leitor da avenida dos Tropeiros em Petrolina-PE, atestam este descaso. Um absurdo, esgoto correndo a céu aberto, água estagnado propícia para a proliferação do mosquito da dengue, uma vergonha.

Av dos tropeiros 03

No meio do fogo cruzado a população até que cobra melhorias, mas não é levada a séria. A Compesa diz que a culpa é da Prefeitura, que por sua vez atribui a responsabilidade e Compesa, impondo aos munícipes essa situação deplorável.

Av dos tropeiros 04

Leitor cobra ações da prefeitura de Casa Nova-BA

 

João e Maria

A falta de infraestrutura revelada pelas chuvas está causando a revolta dos moradores do bairro João e Maria na cidade de Casa Nova-BA. Através das redes sociais eles compartilham fotos e criticam o descaso do Poder Público.

“No João e Maria os moradores ainda estão sem poder sair de suas casas, as crianças, os cadeirantes também não podem sair, uma vergonha, amanhã eu vou até o secretaria de obra cobrar uma solução”,  comenta um cidadão revoltado.

 

Alô Compesa, como pesa o descaso em Petrolina

RIO CORRENTE 01

Em recente entrevista a imprensa o prefeito de Petrolina Júlio Lossio (PMDB) defendeu mais uma vez a municipalização da companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) como sendo a melhor forma para dar as respostas que a população tanto espera. São anos e anos clamando por melhorias e pelo visto o descaso só aumenta na cidade.

RIO CORRENTE 02Seria então essa a alternativa correta para que os investimentos realmente cheguem a Petrolina, cidade em que a empresa arrecada milhões e não realiza um serviço de qualidade, sobretudo, no que diz respeito a questão do esgotamento sanitário?

Enfim, certo o não em uma coisa o prefeito tem razão, a população não pode mais ser penalizada com esgotos correndo a céu aberto em praticamente todos os bairros da cidade como é o caso do Rio Corrente onde um leitor indignado registrou através de fotos o caos em que se encontra aquele logradouro.

Leitor registra descaso no bairro Santa Luzia

COMPESA SANTA LUZIA

haja paciência, a população do bairro Santa Luzia, em Petrolina-PE, não suporta mais conviver com o esgoto correndo a céu aberto.

É difícil entender como é que em um momento em que a população está sendo convocada para combater os focos de proliferação do mosquito Aedes Aegypti, uma empresa como a Compesa contribua ao contrário deixando diversas boca de lobos estouradas pela cidade.

Preocupado, principalmente com o período de chuvas que está chegando, o leitor Carlos Henrique, nos enviou fotos denunciando o descaso na avenida principal do Santa Luzia.