Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Temporada gratuita de ‘Sentimento Gis’ entra no seu último final de semana

(Foto: Thierri-Oliveira)

O público petrolinense e juazeirense tem somente esse sábado e domingo (8 e 9) para assistir ao espetáculo Sentimento Gis, que está sendo apresentado no Teatro Dona Amélia, no Sesc Petrolina, a partir das 19h. A temporada gratuita teve início em 29 de agosto e aborda a realidade do submundo das travestis: preconceito, violência e marginalidade.

“Comecei a trabalhar gênero, a pesquisar essa ideia de gênero em 2012 quando eu fiz uma oficina de intervenção e fiz uma primeira intervenção de dança. Eu abordei no primeiro momento essa relação da travesti e transexual, a partir dai comecei a pesquisar”, conta o bailarino e intérprete criador do espetáculo, Cleybson Lima.

Para quem não sabe, Gisberta Salce Junior – dai o nome Sentimento Gis – era uma imigrante brasileira de 45 anos, vivendo em Portugal, morta brutalmente por 14 adolescentes em 2005. Sua história já foi contada em músicas e peças teatrais.

Leis dificultam trabalho dos artistas

Essa é a segunda temporada do espetáculo na cidade e Cleybson relata as dificuldades enfrentadas em 2018 em decorrência das leis aprovadas na Câmara de Vereadores de Petrolina no primeiro semestre. “Quando a gente foi fazer a pré-produção, a gente foi atrás de algumas escolas e com essa lei de ideologia de gênero vem afetando muito esse público que é [aquele] que precisa discutir esse assunto”, afirma o bailarino.

Não foi apenas a Lei de Ideologia de Gênero que afetou o trabalho dos artistas, mas também a chamada Lei da Censura. “De uma forma ou de outra eu entro nos dois, tem sido bem punk pra gente como artista pensar os trabalhos”, conta o Cleybson.

O espetáculo faz parte de um projeto contemplado com o Prêmio Funarte de Dança Klauss Viana 2015 e é realizado em parceria com a Pipa Produções, Virabólica, Abajur Soluções e Herbet Jr. A entrada é gratuita, mas é necessário ter mais de 18 anos e retirar a senha com uma hora de antecedência.

Deixe uma resposta