Durante visita de Paulo Câmara, Miguel Coelho discorda de discurso sobre Compesa e rebate críticas de Lucas Ramos

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A primeira parada do governador Paulo Câmara, durante sua visita a Petrolina (PE) nesta sexta-feira (14), foi no bairro São Gonçalo, onde inaugurou a Escola de Referência Evanira de Souza Dias. O evento foi prestigiado por vários políticos e autoridades da região. O prefeito Miguel Coelho esteve presente.

LEIA TAMBÉM 

Ponte de Bodocó deve estar pronta em março, segundo Paulo Câmara
Em Petrolina, Paulo Câmara destaca investimentos do Governo do Estado na educação

“Essa escola foi eu que pedi como deputado estadual, há quatro anos atrás. O trabalho que a gente começou lá atrás, hoje, se trona realidade, tanto aqui no São Gonçalo, como a escola do João de Deus. Como disse o governador, política é uma coisa e o administrativo é outra, enquanto ele for governador e eu prefeito, essa parceria estará mantida”, ressaltou o gestor municipal.

Além da inauguração da escola, o primeiro momento de Paulo Câmara foi dedicada à imprensa. Quem também concedeu entrevista foi o prefeito de Petrolina. Entre os assuntos abordados, os questionamentos foram voltados para a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e para a as eleições 2020, claro.

Questionado sobre a fala do governador Paulo Câmara referente aos serviços da Compesa, Miguel Coelho, afirmou que o povo de Petrolina quer mudança. “Ele não precisa convencer a mim, Petrolina está com sua opinião formada que é de fazer uma PPP, um processo de concessão. […] Essa questão de uma nova licitação já foi superada, a própria Compesa admite e diz que quer participar da licitação. O que a gente quer é que a empresa que ganhe, invista o dinheiro de Petrolina em Petrolina.”

Quem também se fez presente na ocasião, foi o deputado estadual Lucas Ramos, cotado pelo PSB como pré-candidato à prefeitura de Petrolina. Em seu discurso, o opositor de Miguel Coelho criticou e afirmou que a atual gestão está voltada apenas para pavimentação e cultura.

“Não cabe eu estar respondendo, a resposta que Lucas quer vai vim na rua, a rua vai dar a resposta a ele, até pelo sentimento de que enquanto estiverem batendo, eu vou estar sempre empolgado e motivado a trabalhar. A gente sabe dos avanços na saúde, cinco novas creches, duas novas escolas que já foram inauguradas, políticas sociais, somos a cidade que mais gera empregos no interior de Pernambuco e os investimento na segurança, isso é matemática”, rebateu Miguel Coelho.

Deixe uma resposta