IPA afirma que Odacy Amorim está isento em demissão de vigilantes

Vigilantes fizeram denúncia no programa Super Manhã de sexta-feira (14)

Na sexta-feira (14) o Blog publicou uma denúncia de vigilantes que atuam no Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA). Os profissionais da segurança na unidade de Petrolina alegaram perseguição por parte do diretor-presidente do IPA, o ex-deputado Odacy Amorim (PT).

LEIA TAMBÉM:

“Achei muita covardia”, diz diretor de sindicato após garantir que demissão de vigias foi a mando de Odacy Amorim

Em nota encaminhada ao Blog, o diretor de Administração e Finanças do IPA, Daniel Sabóia ressaltou que o ex-deputado está “isento de qualquer participação na referida decisão”. Ainda segundo Sabóia, a contratação de vigilantes é terceirizada e houve uma troca de empresas.

Confira a seguir a nota:

Informamos que o serviço de vigilância no IPA de Petrolina é terceirizado, bem como nas demais unidades do IPA.

Com a conclusão do contrato com a empresa de Vigilância Feicon, o IPA aderiu a Ata de Registro de Preço Corporativa da Secretaria de Administração do Estado e contratou a empresa de Vigilância Alforges.

A referida empresa questionou a contratação de parte dos empregados remanescentes da empresa Feicon, e a Diretoria Administrativa do IPA deu autonomia para demissão dos vigilantes que a mesma identificou sem perfil adequado para compor o quadro de sua empresa, estando assim o Presidente Odacy Amorim, isento de qualquer participação na referida decisão.

Informamos ainda que a Alforges hoje é responsável pela guarda e Patrimônio da unidade do IPA em Petrolina, e para cumprir seu papel necessita de autonomia para desempenhar suas atividades.

Daniel Sabóia

Diretor de Administração e Finanças

Deixe uma resposta