“Ou é meu aliado 100% ou eu não tenho interesse”, afirma Paulo Bomfim sobre rompimento com Roberto Carlos

Segundo prefeito, faltou fidelidade do ex-aliado (Foto: Ascom PMJ)

Paulo Bomfim (PT) e Roberto Carlos (PDT) não caminharão lado a lado em 2020. O rompimento aconteceu no começo desse mês. E segundo o atual prefeito de Juazeiro (BA), a decisão de não estar com Roberto deu-se única e exclusivamente pela falta de compromisso.

LEIA TAMBÉM

PDT não apoiará Paulo Bomfim em Juazeiro, afirma Roberto Carlos

Durante uma participação no programa Super Manhã com Waldiney Passos, na Rádio Jornal Petrolina hoje (16), Bomfim explicou o que houve: faltou fidelidade. “O deputado não saiu do meu projeto, eu que não quis mais o apoio dele. Eu que disse ao deputado Roberto Carlos que não tinha mais interesse no apoio dele. Primeiro que eu que sou o prefeito de Juazeiro, quem tem que tomar a decisão sou eu. A decisão é minha, o povo me elegeu pra isso. Segundo, meu time está montado e Roberto Carlos ou qualquer outro que entenda de apoiar outro candidato, eu vou entender. Mas eu não quero aliado pela metade. Ou é meu aliado 100% ou eu não tenho interesse“, disse o prefeito.

Decisão necessária

De acordo com Bomfim, não há nada contra Roberto pessoalmente. Mas a decisão de romper com o deputado estadual veio num momento de escolha. “Se o deputado se chateou com a escolha da vice, nada posso fazer. Na política tem dessas coisas, mas chega um momento na vida da gente que a gente tem que fazer as escolhas. Eu optei por não continuar aliado do deputado Roberto Carlos e ele segue a trajetória dele”, ressaltou.

Paulo Bomfim foi confirmado como candidato do PT, no pleito de novembro. Ele terá ao seu lado o delegado Charles Leão (PP). Com isso, a coligação do atual prefeito conta com PT, PCdoB, Podemos, DC, MDB, PP, PSB, PSD.

Deixe uma resposta