Duas semanas após liberação do uso de máscaras em locais abertos covid segue em queda em Pernambuco

Quinze dias após o governo de Pernambuco ter definido novas flexibilizações no plano de convivência com a covid-19, os indicadores da pandemia (casos, óbitos e demanda por leitos hospitalares) permanecem em queda acentuada no Estado.

Uma semana antes da liberação do uso de máscaras em locais abertos e do fim da limitação de público em eventos (período de 20/3 a 26/3), Pernambuco somou 416 casos de síndrome respiratória aguda grave (srag), com 45 confirmações para covid-19. Já na última semana (3/4 a 9/4), duas semanas depois das flexibilizações, o Estado registrou 357 casos de srag, com 25 diagnósticos positivos para a infecção pelo coronavírus.

As mortes por covid-19 também estão com tendência de queda em Pernambuco. De 20 a 26 de março, foram notificados 78 óbitos pela doença. Desse total, 8 tiveram confirmação para a infecção. Já de 3 a 9 de abril, foram 51 mortes, com 2 confirmações para covid-19. Vale ressaltar que os dados ainda estão sujeitos a alterações à medida em que são atualizados retrospectivamente.

LEIA MAIS

Pernambuco terá “Dia C” para vacinar crianças contra Covid-19

A vacinação pediátrica contra a Covid-19 em Pernambuco teve início há um mês, mas até o momento, pouco mais de 25% da população entre cinco e 11 anos foi imunizada. Para ampliar a cobertura vacinal no Estado, a Secretaria de Saúde (SES-PE) promoverá o Dia C da imunização.

O Dia C foi pactuado com os municípios pernambucanos e ocorrerá no próximo sábado (26). “Temos, até o momento, pouco mais de 25% dessa população vacinada com a primeira dose. É um quantitativo ainda muito baixo, que significa risco para toda a sociedade e, principalmente, para as próprias crianças. Para proteger nossos pequenos, pactuamos com os municípios essa grande mobilização. As estratégias devem atingir diversos locais de circulação dos menores, principalmente o ambiente escolar, e vão culminar com o Dia C de vacinação, no sábado, dia 26 de fevereiro”, explicou o secretário André Longo.

Além disso, entre 21 e 25 deste mês, os municípios deverão intensificar a vacinação nas escolas. Atualmente são utilizadas as doses da Pfizer/BioNTech e CoronaVac/Butantan para imunização do público infantil. Todas as vacinas são aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Governo de Pernambuco estuda adotar novas medidas restritivas diante do avanço da Ômicron

Diante do aumento do número de casos de Covid-19, que já traz reflexos nos registros de mortes e na ocupação dos leitos nos hospitais, o Governo de Pernambuco estuda adotar novas medidas restritivas para conter o avanço da doença, especialmente da variante Ômicron.

Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (3), o secretário estadual de Saúde, André Longo, disse que o Comitê Técnico de Acompanhamento da pandemia vai se reunir na próxima segunda (7) para reavaliar a atual fase do Plano de Convivência com o coronavírus.

Nós temos um decreto que está em vigor desde o dia 1º e vigora até o dia 15 deste mês. Vamos fazer uma análise de adoção de novas medidas. Reforço que Pernambuco está entre os cinco estados com medidas de restrição mais intensas no Brasil. Somos um dos poucos, ao lado da Paraíba, que exigem, além do passaporte vacinal, o exame negativo para entrada em eventos“, afirmou o gestor.

LEIA MAIS

Secretário relata preocupação com ômicron em PE: “Nossa expectativa é que haja um crescimento de casos de covid em todo Estado”

Durante a conversa com a imprensa nesta terça-feira (11), o secretário estadual de Saúde, André Longo comentou sobre o cenário da Covid-19 em Pernambuco. Ele confirmou que a ômicron é uma preocupação real e que já é esperado um crescimento no número de casos positivos.

LEIA TAMBÉM

Vacinação contra covid: doses para crianças devem chegar a Pernambuco ainda nesta semana

“Nossa expectativa é que haja um crescimento de casos de covid em todo Estado. Já há notificação da ômicron no Agreste e no Sertão”, afirmou. Os casos sertanejos são de Lagoa Grande e Petrolina, no São Francisco, reportados à imprensa na semana passada.

LEIA MAIS

Vacinação contra covid: doses para crianças devem chegar a Pernambuco ainda nesta semana

Os secretários estaduais de Saúde, André Longo; e de Turismo, Rodrigo Novaes, participam neste momento de uma coletiva de imprensa nesta terça-feira (11), para detalhar as novas restrições em Pernambuco, por conta do avanço da contaminação da Covid-19 e da epidemia da Influenza A (H3N2).

LEIA TAMBÉM

Governo de Pernambuco anuncia ações para conter avanço da Influenza e da Covid-19

Longo também informou que as primeiras doses das vacinas para crianças chegarão a Pernambuco ainda nesta semana. “A expectativa é que a gente receba, durante o final de semana, pode ser que chegue na sexta ou no sábado, vai depender da logística do Ministério da Saúde. Muito provavelmente a gente vai ter as primeiras crianças vacinadas no começo da próxima semana”, pontuou.

LEIA MAIS

Pernambuco soma 31 casos de flurona; há registros em Salgueiro

(Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)

Pernambuco soma 31 casos de flurona, a infecção dupla por covid-19 e Influenza (H3N2). Os números foram confirmados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), na quinta-feira (6). Apesar do alto número, nenhum óbito foi contabilizado no estado.

Entre os casos há dois pacientes de Salgueiro. Do total de casos de flurona, 17 são homens e 14 são mulheres, das seguintes cidades: Abreu e Lima (1), Caruaru (4), Cupira (1), Igarassu (1), Jaboatão dos Guararapes (4), Paulista (1), Recife (16), Salgueiro (2) e Vitória de Santo Antão (1).

As faixas etárias são: 0 a 9 (1), 10 a 19 (2), 20 a 29 (8), 30 a 39 (9), 40 a 49 (3), 50 a 59 (3) e 60 e mais (5). “Apesar de terem criado agora até um nome para a coinfecção de Covid e influenza [flurona], nós sabemos que isto não é algo novo”, explicou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Covid: municípios sertanejos identificam mais casos da variante delta

Na coletiva de imprensa de quinta-feira (18), o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, informou que a variante delta é a predominante no estado. De 126 genomas analisados, 124 eram da linhagem ou sublinhagem da Delta, o que representa 98,5% das notificações.

E entre as amostras, coletadas entre o final de setembro e meados de outubro, estão casos de pacientes de municípios sertanejos. São eles: Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Ouricuri, Petrolina, Salgueiro, Santa Maria da Boa Vista e Serrita.

LEIA MAIS

Pernambuco amplia 3ª dose da covid para pessoas entre 18 e 54 anos

O Governo de Pernambuco anunciou uma mudança na aplicação da dose de reforço contra a Covid-19. A partir de agora, quem tem entre 18 e 54 anos poderá se proteger, desde que esteja no intervalo de cinco meses entre a 2ª e 3ª dose. A novidade foi anunciada na quarta-feira (17).

O prazo de quatro meses permanecem para os trabalhadores da saúde e pessoas acima de 55 anos, que já estão sendo contempladas com a vacinação. “A medida foi analisada e recomendada pelos representantes do Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação e pactuada com os gestores municipais em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), realizada na manhã desta quarta-feira (17/11)”, diz a nota da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).

LEIA MAIS

Secretário de Saúde destaca flexibilizações em PE, mas faz alerta: “Não é momento de relaxamento total”

O secretário estadual de Saúde, André Longo, avaliou a situação da pandemia em Pernambuco na coletiva de quinta-feira (11) e afirmou que, mesmo com os números indicando uma estabilização da Covid-19 no Estado, não é hora de abaixar a guarda.

LEIA TAMBÉM

Pernambuco amplia público em estádios para 50% da capacidade

“Não é momento de relaxamento total. Apesar da situação ter melhorado muito, ainda temos circulação viral”, afirmou. Longo lembrou que os países que flexibilizaram as medidas na Europa estão vendo os números da doença voltar a crescer.

E para que isso não ocorra no Brasil, só há uma solução: vacinação. “É a vacina que poderá nos dar uma condução melhor em 2022“, pontuou. Ainda no ponto de vista do titular da saúde, uma possível nova onda da Covid “poderá ser muito impactante”. Por isso, segundo Longo, não existe a hipótese de o uso de máscara deixar de ser obrigatório no estado.

Pernambuco reduz intervalo da 3ª dose e anuncia nova idade para reforço contra Covid

Foto: Hélia Scheppa/Arquivo/SEI

O Comitê Intergestores Biapartite (CIB) de Pernambuco decidiu, na segunda-feira (8), reduzir o intervalo para aplicação da terceira dose contra Covid-19. Agora, idosos e trabalhadores da saúde poderão se imunizar 120 dias após a segunda dose. Além disso, o Governo do Estado anunciou a nova idade para a o reforço: 55 anos ou mais.

“A terceira dose da vacina contra a Covid-19 passa a ser aplicada quatro meses (120 dias) após o encerramento do esquema com duas doses, ou com a vacina de dose única. Anteriormente, o tempo de espera era de seis meses (180 dias). Para os imunossuprimidos, continua valendo o intervalo de 28 dias de intervalo depois da segunda dose ou única“, orienta o Estado.

Durante a reunião de ontem, o secretário estadual de Saúde, André Longo, informou que apesar das novidades na terceira dose, a prioridade é completar o esquema vacinal com a segunda dose para o público geral. “Precisamos de prioridade absoluta para campanha de vacinação. Não é hora de desmobilizar equipes de imunização. É imprescindível que os gestores mantenham isso no radar e não diminuam suas estratégias, pois o que estamos fazendo agora terá o impacto decisivo para superarmos a pandemia”, disse.

Vacinação segue sendo exigida para eventos, inclusive os religiosos, em PE, afirma secretário de Saúde

(Foto: Ascom PMP)

Na coletiva de quinta-feira (4), o secretário estadual de Saúde, André Longo comentou sobre a flexibilização dos protocolos sanitários para templos religiosos. E ele confirma: para celebrações com mais de 300 pessoas permanece sim, a obrigatoriedade do passaporte vacinal.

LEIA TAMBÉM

Secretário nega recuo do Estado na obrigatoriedade de vacinação para celebrações religiosas com mais de 300 pessoas

“As exigências para todos os eventos acima de 300 pessoas continuam. Apesar de não estar textualmente colocado no decreto, há no nosso entender e no entender da procuradoria jurídica, elementos tanto no decreto, quanto na portaria”, afirmou Longo.

Isso vale para eventos culturais, esportivos, religiosos, entre outros. “Na portaria que foi editada na última sexta-feira, lá estão os cultos ecumênicos, se aplicam aquelas mesmas regras que estão colocadas na portaria que foi editada”, pontuou o secretário.

LEIA MAIS

Covid: desmobilização de leitos está acontecendo em todo Estado, afirma secretário de Saúde de PE

Na tradicional coletiva de quinta-feira (21), o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, comentou sobre a desmobilização de leitos em Petrolina. Para ele, não há crescimento dos casos de covid-19 e não se justifica manter os leitos contratados pelo Estado no momento.

LEIA TAMBÉM

Petrolina registra mais 79 casos e vê ocupação dos leitos de UTI subir

“Não há registro de aumento significativo de casos na região. A Rede PEBA não é só Petrolina e Juazeiro, tem uma conjunção de leitos, que nós atuamos de forma macroregional. Todos esses leitos estão disponibilizados e acessíveis“, explicou.

LEIA MAIS

Dia D da Multivacinação acontece neste sábado em Pernambuco

Neste sábado (16) acontece o Dia D da Multivacinação para crianças e adolescentes menores de 15 anos. A mobilização integra a Campanha Nacional do Ministério da Saúde, cujo objetivo é imunizar o público-alvo contra 18 doenças, entre elas a caxumba e sarampo.

LEIA TAMBÉM

Secretário nega recuo do Estado na obrigatoriedade de vacinação para celebrações religiosas com mais de 300 pessoas

Durante a coletiva de imprensa realizada na tarde de quinta-feira (14), o secretário estadual de Saúde de Pernambuco, André Longo aproveitou para fazer um apelo aos pais. Para ele, este é um momento crucial para evitar a volta de doenças já erradicadas no Estado.

LEIA MAIS

Secretário nega recuo do Estado na obrigatoriedade de vacinação para celebrações religiosas com mais de 300 pessoas

Foto: Heudes Regis/SEI

Ao contrário do que foi noticiado na última semana por alguns políticos da região, a obrigatoriedade da vacinação para participar de eventos com mais de 300 pessoas segue em vigor no Estado de Pernambuco, a exemplo das celebrações religiosas.

LEIA TAMBÉM

Vereadores criticam Governo de Pernambuco por exigir cartão de vacinação ou teste negativo para eventos religiosos

Isso inclui não apenas as celebrações religiosas, mas quaisquer atividades como shows e jogos, com mais de 300 pessoas no local. Mas segundo André Longo, secretário estadual de Saúde, a partir de novembro podem ocorrer mudanças.

“O decreto está em vigor, ele vale para todas as situações acima de 300 pessoas. Não há neste momento nenhum recuo do Governo. O que nós temos e pode ser possível, que a gente consiga fazer novos avanços a partir de novembro. Mas neste momento, não há nenhuma previsão de alteração nesta situação de exigência do passaporte vacinal para eventos com mais de 300 pessoas”, pontuou.

Covid: “Qualquer medida nesse sentido é correr riscos desnecessários”, afirma secretário estadual de Saúde sobre desobrigar uso de máscaras

O secretário estadual de Saúde, André Longo, participou de mais uma coletiva de imprensa, na quinta-feira (07/10), e comentou sobre a possibilidade de a máscara não ser mais obrigatória em Pernambuco. De acordo com Longo, não há qualquer hipótese de a proteção ser extinta no momento.

“Só podemos pensar quando atingirmos mais ou menos 80% da população totalmente vacinada. Antes disso, qualquer medida nesse sentido é correr riscos desnecessários e em Pernambuco, o nosso compromisso é com a com a vida”, disse.

LEIA MAIS
123