Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Autores de projeto da manta caprina e ovina rebatem críticas sobre “roubo” de autoria

Após votação, vereadores posaram com pesquisadores (Foto: Ascom/CMP)

A votação do projeto que transforma a manta caprina e ovina patrimônio cultural-imaterial de Petrolina não foi das mais tranquilas. Os vereadores José Batista da Gama (PSB), Maria Elena de Alencar (PRTBT), Ronaldo Souza (PTB) e Ronaldo Silva (PSDB) se envolveram em uma discussão que acabou tirando o foco da matéria.

Elena foi uma das autoras do projeto, ao lado de Aero Cruz (PSB) e Ronaldo Souza (PTB). E não ficou contente quando alguns colegas – Zé Batista e Ronaldo Silva – quiseram o mérito do PL. Zé, que foi ex-secretário de Agricultura chegou a expor publicamente durante a votação seu descontentamento.

LEIA TAMBÉM:

Pesquisadores celebram aprovação de projeto que torna manta caprina patrimônio de Petrolina

Vereadores aprovam projeto que torna manta caprina e ovina patrimônio cultural-imaterial de Petrolina

“Fiquei surpreso quando vi esse projeto no meu gabinete, subscrito pela vereadora Maria Elena, pelos vereadores Aero Cruz e Ronaldo Cancão, sem nunca me consultar sobre o assunto”, criticou o vereador.

LEIA MAIS

Audiência pública em Petrolina reúne sindicatos e políticos de oposição para debater reforma da Previdência

Audiência reúne sindicatos e políticos da região (Foto: Blog Waldiney Passos)

A reforma da Previdência proposta pelo Governo Federal foi mais uma vez debatida em Petrolina nessa sexta-feira (12). Uma audiência pública acontece neste momento no Centro de Convenções, reunindo membros da Câmara de Vereadores, sindicalistas, trabalhadores rurais e políticos estaduais e federais da bancada de Oposição.

O debate foi proposto pela Bancada de Oposição da Casa Plínio Amorim que está em peso no encontro, em conjunto com as centrais sindicais. O senador Humberto Costa (PT), a deputada estadual Dulcicleide Amorim e o presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Odacy Amorim (PT) marcam presença.

Debate com trabalhador

Líder da Oposição da Câmara, o vereador Paulo Valgueiro (MDB) comentou a importância da audiência. “A gente quer discutir com os trabalhadores, ouvir os parlamentares que vão conduzir essa reforma. A gente entende que essa reforma só vem a cassar os direitos dos trabalhadores e não vem resolver a situação da Previdência. Isso só se resolve com combate à corrupção”, destacou o edil.

Mobilização continua

Presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais Assalariadas de Petrolina (STTAR), Lucilene Lima, a Leninha, ressaltou que a audiência é apenas um passo na mobilização da classe. “Essa audiência tem o intuito da gente discutir as medidas que vêm a ser colocada em votação. Nós vamos continuar nos mobilizando, é apenas o começo dessa batalha”, afirmou.

LEIA MAIS

Comissão dos Direitos Humanos afirma que continuará dando apoio a família de irmãos assassinados 

Vereadores estão desde o início dando suporte a família (Foto: Mônia Ramos/Ascom CMDH)

Os vereadores Gilmar Santos (PT) e Paulo Valgueiro (MDB), presidente e relator da Comissão de Direitos Humanos da Casa Plínio Amorim estiveram na coletiva de imprensa realizada pela Polícia Civil de Petrolina na manhã de hoje (5), para dar suporte a mãe dos irmãos Gustavo e Manoel dos Santos.

Desde o início do caso, segundo o tio dos garotos, Wanderson Luiz dos Santos, a Comissão foi o único órgão a ficar ao lado de Francineide dos Santos, mãe das crianças. Para o vereador Gilmar, o sentimento é de tristeza, pois os homicídios são mais uma prova de que Petrolina está carente de políticas públicas.

LEIA TAMBÉM:

Aliviada, mãe de Gustavo e Manoel espera que polícia prenda terceiro envolvido no crime

De acordo com a Polícia Civil de Petrolina, irmão mais novo foi morto para ocultar primeiro homicídio

“Nós reconhecemos esse esforço feito pela polícia, ficamos felizes pelo êxito. Mas ao mesmo tempo ficamos muito tristes porque a cidade precisa de mais políticas públicas à criança e aos jovens. Eu, o vereador Paulo Valgueiro, a vereadora Maria Elena e o vereador Osinaldo estamos nos debruçando para ter um Fórum permanente para discutirmos caminhos para a superação dessas violências e prevenção“, destacou.

Segundo Valgueiro, a Comissão continuará dando apoio a Francineide. “A gente vai continuar esse acompanhamento, junto à secretaria de Defesa Social, especialmente no acompanhamento psicológico. É necessário que a gente fique acompanhando para haver o fortalecimento dessa família”, pontuou.

Presidente da Comissão de Direitos Humanos, Gilmar Santos apresenta Moção de Pesar por garotos mortos em Petrolina

Presidente da Comissão cobrou mais políticas públicas aos vulneráveis (Foto: Blog Waldiney Passos)

Depois de visitar a família dos garotos Gustavo e Emanuel, brutalmente assassinados em Petrolina, o vereador Gilmar Santos (PT) apresentou uma Moção de Pesar, na sessão dessa terça-feira (2), em memória aos irmãos. O edil é presidente da Comissão dos Direitos Humanos e disse ser função dos colegas e dele como político, cobrar políticas públicas aos mais vulneráveis.

LEIA TAMBÉM:

Família confirma que corpo encontrado no N9 é de Emanuel Carlos

Criança é espancada e morta a tiros em Petrolina

“Nós apresentamos essa Moção de Pesar pelo brutal assassinato dessas duas crianças, o Gustavo e seu irmão Emanuel. Esses assassinatos aconteceram, um na sexta-feira, com requintes de crueldade. O irmão também foi executado, o corpo dessa criança que estava desaparecida foi encontrado ontem. A importância de nós vereadores temos que estar exigindo não apenas a solução desse crime, mas políticas públicas”, lembrou Gilmar.

Apoio dos colegas de Bancada

Líder da Oposição e membro da Comissão de Direitos Humanos, Paulo Valgueiro (MDB) afirmou ter reservado um espaço na Tribuna Livre na quinta-feira (4) aos familiares dos garotos. Cristina Costa (PT) também foi outra a mencionar o fato, afirmando que o Poder Legislativo tem amparado quem necessita enquanto o município não cumpre com sua parte de proteger os mais carentes e cobrou Justiça.

Membros da Situação, Rodrigo Araújo (PSC) e Gilberto Melo (PR) também endossaram a Moção de Gilmar, prestando solidariedade à família dos irmãos. A Polícia Civil segue investigando os crimes.

Após chuvas, vereadores reforçam pedidos de pavimentação e recuperação asfáltica na Câmara de Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A última sessão de março na Casa Plínio Amorim, realizada na quinta-feira (28) não tinha projetos em pauta e poucos vereadores presentes no Plenário. Sem matérias para apreciação os edis levaram a conhecimento da Câmara solicitações para pavimentação e recuperação asfáltica na cidade.

Líder da Oposição, Paulo Valgueiro (MDB pediu a recuperação da Rua Justina Freire de Souza e vias ao redor, no bairro Vila Mocó. “Ruas essas que são corredores de ônibus, a gente pede urgência nesse conserto para que as pessoas possam transitar nessas vias”, justificou.

As cobranças de infraestrutura também se estenderam aos membros da bancada Governista. Alex de Jesus (PRB) foi outro a cobrar melhorias, mas nos bairros Cohab VI e Jardim Petrópolis. “Devido as chuvas que têm caído na nossa cidade, venho pedir para que venha ser feito a limpeza no bairro e também quero pedir a pavimentação das Ruas 8 e 9 no Jardim Petrópolis”, afirmou.

Gilberto Melo (PR) também reforçou as reivindicações de pavimentação. “A pavimentação na Rua 20 do bairro João de Deus, esses moradores há muito sonham com essa pavimentação. Também peço para incluir no programa de pavimentação o bairro Portal da Cidade que não tem nenhuma rua pavimentada”, finalizou.

Bancada de Oposição se abstém de votar Moção de Aplauso a Miguel Coelho

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Uma Moção de Aplauso apresentada pela vereadora Maria Elena de Alencar (PRTB) gerou uma pequena polêmica na sessão dessa quinta-feira (28) na Câmara de Petrolina. Ela apresentou uma Moção de Aplauso ao prefeito Miguel Coelho (PSB) como “Amigo da Mulher”.

Contudo, a bancada de Oposição se absteve de votar o Requerimento nº 074/2019. Líder da bancada, Paulo Valgueiro (MDB) justificou sua abstenção e dos colegas por não achar justo laurear a prefeitura quando o próprio Plenário negou hoje uma Moção de Repúdio ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) por aplaudir o Regime Militar.

“Vou me abster porque eu considero a pessoa a qual está sendo encaminhado a Moção indigna. Quando a gente assume um cargo público a gente está podendo ser aplaudido e também prejudica. A gente está fazendo uma moção de repúdio contra um presidente que é a favor da ditadura, mas quer homenagear um prefeito que quer calar a gente”, afirmou.

LEIA MAIS

Indicação sobre carroceiros busca deixar trabalho mais ordenado, justifica Paulo Valgueiro

Vereador explicou pedido que fez ao Executivo (Foto: Blog Waldiney Passos)

Líder da Oposição, Paulo Valgueiro (MDB) solicitou ao governo municipal o cumprimento da Lei nº 2.421/2011, mas nunca colocada em prática no município. Através da Indicação nº 257/2019, apresentada na sessão de terça-feira (26), o edil pede o cadastramento dos carroceiros e a fiscalização do emplacamento dos veículos.

LEIA TAMBÉM:

Paulo Valgueiro apresenta indicação para cadastramento de carroceiros de Petrolina

Servidor da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA), Valgueiro afirmou que a AMMPLA não está cumprindo com seu papel. “Não está e por isso a gente pede que seja recadastrado, existem muitas outras carroças não emplacadas, muita coisa mudou de lá pra cá. O cadastro é feito pela AMMPLA, só precisa da atualização”, disse o vereador.

Na Indicação o líder sugere uma operação conjunta de diversas secretarias municipais, em busca de um melhor resultado. “A gente tem observado o trabalho dos carroceiros e visto algumas reclamações na imprensa, em relação a maus tratos de animais e despejo de materiais. Vendo essa situação a gente está solicitando ao prefeito que possa se articular com as secretarias para fazer um trabalho de educação, o local adequado ao descarte dos materiais, ver a situação desses animais pra que a gente possa ter um trabalho mais ordenado”, justificou o edil.

Reajuste salarial dos servidores municipais é aprovado na Casa Plínio Amorim

Pequeno grupo de servidores acompanhou votação (Foto: Blog Waldiney Passos)

Principal projeto de lei colocado na pauta de hoje (26), o reajuste salarial dos servidores municipais de Petrolina foi aprovado por 19 votos. A matéria enviado pelo Executivo previa no PL n° 003/2019 aumento salarial de 4,17% a funcionários da administração pública em todos os níveis escolares.

A votação foi acompanhada por um pequeno grupo de servidores, em especial os da saúde bucal que aguardavam a aprovação também de uma gratificação por serviço prestado nos Postos de Saúde. Apesar da aprovação, o PL do Executivo foi criticado de forma negativa pelo líder da Oposição, Paulo Valgueiro (MDB).

“Gostaria de chamar atenção a essa Casa para todos os projetos do Executivo que estão chegando nessa Casa. Virou rotina todo projeto que chega a essa Casa vir com erro, os colegas vereadores que fazem parte da Comissão de Redação e Justiça precisam estar atentos. Erroneamente colocaram novamente os agentes comunitários de saúde e de endemias porque tínhamos votado na última quinta-feira em um projeto específico”, disse Valgueiro.

LEIA MAIS

Valgueiro critica vereadores “lagartixas” por não identificarem erro em projeto do reajuste salarial de agentes de saúde

Erro prejudicava classe, mas foi retificado (Foto: Blog Waldiney Passos)

Apesar da aprovação unânime do reajuste salarial dos Agentes de Saúde de Petrolina na sessão de ontem (21), Oposição e Situação se estranharam mais uma vez. Ao justificar seu voto favorável ao Projeto de Lei nº 004/2019, enviado a Câmara pelo Poder Executivo, Paulo Valgueiro “cutucou” a bancada governista.

O edil apontou um erro grave na redação do projeto e solicitou a retificação. O texto ao invés de prever o pagamento retroativo dos meses de janeiro e fevereiro determinava a revogação. O fato de a falha passar despercebida, segundo Valgueiro, mostra que os membros da Situação não prestam atenção nas matérias enviadas pelo Executivo e agem como “lagartixa.”

LEIA TAMBÉM:

Por unanimidade, vereadores aprovam reajuste salarial dos agentes de saúde

“Verificamos um erro que poderia prejudicar vocês, chamei atenção de Manoel [da Acosap] para que pudesse ser feita a correção. Um erro que veio do Executivo, talvez na hora de fazer o projeto e a gente que não é vereador lagartixa tem que estar aqui para ser legislador”, afirmou.

LEIA MAIS

Câmara presta homenagem a vítimas de Suzano, Valgueiro critica flexibilização das armas

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A tragédia de Suzano (SP) repercutiu na Câmara de Vereadores de Petrolina na sessão dessa quinta-feira (14). Os edis fizeram um minuto de silêncio em homenagem aos mortos no ataque provocado por dois homens na Escola Estadual Raul Brasil, na manhã de ontem.

LEIA TAMBÉM:

Polícia divulga nomes de assassinos responsáveis por massacre na Escola Raul Brasil em São Paulo

Tiroteio em escola de SP deixa pelo menos seis mortos

Paulo Valgueiro (MDB) foi além. Para o líder da bancada oposicionista, o ataque de terça-feira reforça a necessidade de ampliar o debate sobre a flexibilização da posse ou do porte de armas. “Essa tragédia, mais uma vez, abre o debate sobre a flexibilização do armamento do dito ‘cidadão de bem’. Vi declarações de que essa tragédia só ocorreu porque não tinha um cidadão armado que a impedisse, mas historicamente, esse tipo de ataque costuma acontecer justamente onde às armas são liberadas”, discursou Valgueiro.

Segundo o vereador, é função do Estado promover a segurança e armar a população não é um caminho. “Garantir a segurança é função do Estado e requer investimento, capacitação e melhoria de condições de trabalho da polícia. A paz que queremos e precisamos deve ser construída por meio da educação, do esporte, da melhor distribuição de emprego e renda, do amor ao próximo, da tolerância, da inclusão social, da Justiça”, finalizou.

Bancada da Oposição propõe audiência para discutir reforma da Previdência na Câmara de Petrolina

Ainda não há data para discussão (Foto: Blog Waldiney Passos)

A bancada da oposição de Petrolina apresentou na sexta-feira (8) o Requerimento nº 047/2019, na qual solicita a realização de uma audiência pública para tratar da reforma da Previdência. A Proposta de Emenda Constitucional (PEC), apresentada pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL) é uma das prioridades e pode ser analisada no Congresso Nacional ainda nesse semestre.

LEIA TAMBÉM:

Câmara aprova e audiência pública discutirá problemas da saúde em Petrolina

Gabriel Menezes pede criação de Comissão Especial da Câmara para visitar Brumadinho

“Que a gente realize o quanto antes essa audiência porque [tem] a pressa do Congresso para aprovação dessa emenda e espero que a gente possa discutir o quanto antes, para ver como a gente pode contribuir [para a população]”, destacou Paulo Valgueiro (MDB), que é líder do grupo na Casa Plínio Amorim.

LEIA MAIS

Oposição critica, mas Moção de Aplauso sobre Carnaval de Petrolina é aprovada em votação apertada

Bancadas se dividiram sobre tema (Foto: Blog Waldiney Passos)

Líder do governo na Câmara de Vereadores, Aero Cruz (PSB) apresentou na sessão dessa sexta-feira (8) uma Moção de Aplauso através do Requerimento nº 049/2019, para homenagear o prefeito Miguel Coelho e o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Petrolina, Emício Júnior pela organização do Carnaval 2019.

Contudo, o pedido não caiu bem para a oposição que criticou a Moção, citando a homenagem como “bajulação”. “Nós não precisamos fazer ‘puxasaquismo’ pra aprovar Moção de Aplauso pro carnaval. A gente vê a cidade cheira de buracos por causa das chuvas, os hospitais lotados, o pessoal da periferia esperar diariamente pela drenagem de uma rua e eu não entendo porquê aprovar Moção de Aplauso“, destacou Valgueiro.

Gabriel Menezes (PSL) foi mais um a criticar a Moção. “Eu acho que o líder deveria apresentar um projeto para mudar o Regimento para Moção de Bajulação. Estão trabalhando os eventos da Prefeitura, sobretudo o carnaval, com amadores. A vereadora Cristina Costa esteve lá, viu o risco à integridade das pessoas”, pontuou.

Desorganização

Em seguida, Cristina Costa (PT) disse respeitar o fato de a bancada de situação colocar a Moção, mas não concordava, porque a organização da festa pecou em vários pontos de organização. “Nesse momento não vou me colocar como oposição, vou colocar como legisladora, porque nós somos fiscalizadores da lei. Gosto do carnaval, vou pra junto da população. O Polo 21 de Setembro foi lindo, perfeito, é lindo a gente ver os familiares carregando seus filhos. O [Polo] Matingueiros também foi muito bem organizado. Carnaval é uma festa popular, é uma festa liberal, a gente não pode selecionar quem vai assistir banda e quem vai ficar de fora [se referindo ao Polo Orla]”, disse.

LEIA MAIS

Paulo Valgueiro critica atuação da ANTT em Petrolina: “não conhece a realidade dos municípios”

(Foto: ANTT/Divulgação)

“Prejuízo para o comércio e todos os setores, são muitas as pessoas que usam dioturnamente esses veículos”. Foi assim que o vereador Paulo Valgueiro (MDB) classificou a operação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) realizada na região durante o final de semana.

O líder da oposição disse que não apenas os condutores das vans de transporte alternativo foram prejudicados, mas também a população usuária desses veículos. E de acordo com o edil, cabe aos políticos de Petrolina cobrar explicações a ANTT.

“Graças a ação de prefeitos, deputados, senadores, governadores que tivemos no passado Petrolina é hoje essa cidade atrativa, pujante. Tem uma população que depende de Petrolina e está ligada a Petrolina [que foi prejudicada pela operação]”, afirmou.

LEIA MAIS

Oposição comemora conquista de espaço nas Comissões da Câmara de Petrolina

Bancada da oposição começou 2019 em alta (Foto: Blog Waldiney Passos)

A celeuma das Comissões Permanentes da Câmara de Petrolina chegou ao fim na segunda-feira (11) quando foi batido o martelo e anunciada a presidência de cada segmento. Para surpresa de muitos a oposição conseguiu espaço e saiu fortalecida, emplacando três presidências das nove possíveis.

Gabriel Menezes (PSL) será o presidente da Comissão de Agricultura, Interior e Meio Ambiente; Gilmar Santos (PT) assume a Comissão de Direitos Humanos e Cidadania, cuja relatoria será de Paulo Valgueiro (MDB); Cristina Costa (PT) foi escolhida presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher.

LEIA TAMBÉM:

Fora das comissões, Aero Cruz afirma que cedeu espaço a colegas de bancada

Além das presidências a bancada terá ainda a relatoria da Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude, com Costa; e duas secretarias, uma em Agricultura, Interior e Meio Ambiente, com Elismar Gonçalves (MDB) e outra com Valgueiro na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher.

LEIA MAIS

Melhoria na infraestrutura dos bairros domina sessão na Casa Plínio Amorim

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Sem projetos de lei para análise, a sessão dessa terça-feira (12) foi marcada por apresentações de pedidos dos edis, seja através de Requerimentos ou de Indicações. Reivindicando limpeza, iluminação, segurança e melhorias no transporte coletivo, os edis apresentaram demandas em diversos bairros.

Membro da base governista, Gaturiano Cigano (PRB) apresentou uma Indicação solicitando da Prefeitura a limpeza nas ruas do bairro Vale do Grande Rio. “É um bairro que foi esquecido pela gestão anterior e a gente espera que não seja esquecido nessa também”, disse o edil.

Pavimentação e recuperação asfáltica

Elias Jardim (PHS) cobrou a pavimentação na estrada que se inicia na Vila Chocolate e termina na Br-428, próximo ao Aeroporto Senador Nilo Coelho. “Aquela estrada é uma estrada longa e uma boa via de acesso pode atender aqueles bairros, o tráfego com certeza vai ser melhor”, justificou.

LEIA MAIS
12345