Aero Cruz afirma que IGEPREV não passa por dificuldades, apesar de rombo identificado pela Prefeitura

(Foto: Reprodução/Internet)

O tema Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (IGEPREV) foi colocado em discussão na sessão de terça-feira (7) pela oposição de Petrolina. Líder da Situação, Aero Cruz (PSB) falou sobre o assunto e disse que, apesar do rombo de R$ 13 milhões o IGEPREV não passa por dificuldades.

LEIA TAMBÉM:

Líder da situação, Aero Cruz afirma que relatório responsável por identificar rombo no IGEPREV será apresentado aos vereadores

Auditoria do IGEPREV revela prejuízo de aproximadamente R$ 13 milhões no governo de Júlio Lossio

“O IGEPREV ele não passa por dificuldade. Teve esse prejuízo, mas não está passando por dificuldade. Esse valor de R$ 13 milhões, é uma obrigação nossa e obrigação do prefeito Miguel Coelho encaminhar para os órgãos fiscalizadores, que é o Ministério Público Federal, Ministério Público Federal e Tribunal de Contas para que daqui a um ano não seja cobrado porque levantou esse rombo de R$ 13 milhões e não comunicou aos órgãos”, disse a nossa equipe.

O déficit foi identificado após uma auditoria realizada pelos atuais gestores do instituto. Ainda ontem Aero Cruz havia afirmado que o relatório obtido pela Prefeitura de Petrolina será apresentado aos colegas de Casa Plínio Amorim, a fim de esclarecer quaisquer dúvidas.

Líder de Miguel na Câmara, Aero rebateu que a auditoria tenha caráter político. “Nós não estamos aqui para dizer que foi diretor-presidente passado, que foi A ou que foi B. Não estamos aqui porque é período político. Nós estamos fazendo a nossa parte, para que amanhã ou depois não caía nas costas do prefeito”, afirmou.

Deixe uma resposta